Busca avançada
Ano de início
Entree

Oxidação de dimetiltriptamina (DMT) e dietilamida do ácido lisergico (LSD) por peroxidases: uma possível rota de metabolização

Processo: 05/57608-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Ana Campa
Beneficiário:Melissa Medrano Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Peroxidases

Resumo

Compostos indólicos são oxidados por peroxidases presentes em células inflamatórias. Desta forma, neutrófilos e monócitos/macrófagos oxidam melatonina, serotonina e triptofano através de uma via catalisada por mieloperoxidase (MPO) dependente de ânions superóxido. Estas reações de oxidação geram compostos denominados genericamente quinureninas (KNY). Esta classe de compostos tem efeitos descritos sobre células do sistema imune, tecido nervoso central e periférico. A possibilidade de que essas reações também ocorram fora do processo inflamatório ganhou novo amparo a partir da identificação de MPO em células neuronais, especialmente em pacientes portadores de Alzheimer. Nosso grupo de pesquisa propõe que a oxidação de compostos indólicos por MPO seja uma rota alternativa especialmente ativa na inflamação e na vigência de algumas doenças, que leva à geração de compostos biologicamente ativos. Neste projeto, nos propomos a estudar a oxidação de N,N-dimetiltriptamina (DMT) e dietilamida do ácido lisérgico (LSD) por peroxidases. Inicialmente acompanharemos a oxidação destes compostos por peroxidase comercial (HRP) em um sistema contendo peróxido de hidrogênio e, após a padronização do ensaio e das condições de análise verificaremos a oxidação destes por células que contenham MPO tais como, leucócitos, glia e células neuronais. Além de esperarmos com este trabalho identificar uma nova via de metabolização para DMT e LSD e estender a lista de substratos conhecidos para MPO, há o interesse na identificação da atividade biológica dos produtos gerados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)