Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de mutações de resistência ao tratamento com Antivirais de Ação Direta em pacientes infectados pelo Vírus da Hepatite C genótipo 3

Processo: 17/22927-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2018 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Paula Rahal
Instituição Sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hepatite C  Virologia  Vírus da hepatite C  Tratamento 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Genotipo 3 | Hepatite C | Mutações de Resistência | Tratamento | vírus da hepatite C | Virologia

Resumo

A hepatite C é a inflamação do fígado causada pela infecção pelo Vírus da Hepatite C (HCV), um vírus de RNA fita simples de polaridade positiva pertencente à família Flaviviridae. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 185 milhões de pessoas estão infectadas pelo HCV, ocorrendo anualmente 350 mil mortes relacionadas a essa doença no mundo. No Brasil, esse valor gira em torno de 1,4 a 1,7 milhões de pessoas infectadas. Não existe vacina para o HCV, e o tratamento mais recente, baseado nos antivirais de ação direta (DAA), possuí um alto custo e a resposta virológica sustentada (RVS) varia de acordo com o genótipo viral. Recentemente, foi aprovada a utilização da segunda geração dos antivirais de ação direta, Simeprevir, Sofosbuvir e Daclatasvir. A administração desses medicamentos levou a uma melhora na resposta ao tratamento, para todos os genótipos, porém o genótipo 3 apresentou menor taxa de resposta quando comparado aos demais. Sabe-se que a resistência ao tratamento esta em grande parte relacionada a mutações de resistência no genoma viral. Foram identificadas mutações que conferem resistência à todos os DAAs utilizados hoje. Contudo, existem poucos dados sobre mutações especificas em HCV genótipo 3 que possam explicar a menor RVS deste genótipo. Para o genótipo 3, o protocolo clínico e diretrizes terapêuticas do Ministério da Saúde, publicado em julho de 2015, indica o uso de Sofosbuvir e Daclatasvir no tratamento. O genótipo 3 é o segundo genótipo mais prevalente no Brasil representando 30% dos infectados por HCV, o que torna estudos sobre os fatores de resistência ao seu tratamento de fundamental importância para a saúde pública do país. Esse projeto visa identificar as mutações de resistência já conhecidas e investigar a existência de mutações de resistências não descritas em pacientes infectados por HCV genótipo 3 que não tenham respondido ao tratamento com Sofosbuvir e Daclatasvir. Também será avaliado o comportamento replicativo das novas mutações identificadas em cultura de células. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES CAMPOS, GUILHERME RODRIGUES; WARD, JOSEPH; CHEN, SHUCHENG; BITTAR, CINTIA; VILELA RODRIGUES, JOAO PAULO; CANDOLO MARTINELLI, ANA DE LOURDES; SOUZA, FERNANDA FERNANDES; LEIRA PEREIRA, LEONARDO REGIS; RAHAL, PAULA; HARRIS, MARK. A novel substitution in NS5A enhances resistance of hepatitis C virus genotype 3 to daclatasvir (vol 102, 001496, 2021). JOURNAL OF GENERAL VIROLOGY, v. 102, n. 3, p. 1-pg., . (18/04678-5, 17/22927-0, 16/03807-0)
JOÃO PAULO VILELA RODRIGUES; GUILHERME RODRIGUES FERNANDES CAMPOS; CINTIA BITTAR; ANA DE LOURDES CANDOLO MARTINELLI; MARÍLIA SILVEIRA DE ALMEIDA CAMPOS; LEONARDO RÉGIS LEIRA PEREIRA; PAULA RAHAL; FERNANDA FERNANDES SOUZA. Selection dynamics of HCV genotype 3 resistance-associated substitutions under direct-acting antiviral therapy pressure. Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 26, n. 6, . (17/22927-0, 16/03807-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.