Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de atmosferas hiperbáricas na qualidade pós-colheita de brócoli e de pedúnculo de caju

Processo: 17/17024-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Ben-Hur Mattiuz
Beneficiário:Ben-Hur Mattiuz
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Antioxidantes  Pós-colheita  Atmosfera modificada 

Resumo

O brócoli e o pedúnculo de caju são vegetais ricos em compostos antioxidantes, com alto valor agregado, entretanto, a comercialização desses produtos é bastante prejudicada por serem muito perecíveis, apresentando baixa durabilidade na pós-colheita e elevado gasto energético no caso do uso da cadeia do frio. Estratégias alternativas para a conservação e melhorias da qualidade pós-colheita de produtos hortícolas, com menor consumo de energia, têm ganhado interesse cada vez maior da comunidade científica. Esse interesse é reflexo da crescente demanda da população em reduzir o uso de substâncias químicas, ampliar a vida útil e melhorar a qualidade de produtos hortícolas, gerando alimentos com maior quantidade de compostos funcionais. Trabalhos recentes demonstram a possibilidade do uso de tratamentos com pressão hiperbárica (PHB) para retardar os mecanismos fisiológicos de amadurecimento e senescência em vegetais, aumentar compostos antioxidantes e induzir resistência natural, prolongando, assim, a vida útil dos produtos hortícolas frescos. O sistema de PH utiliza baixo consumo de energia para exposição dos produtos hortícolas a atmosferas com O2 acima da concentração do ar ambiente (que é de 0,278 kg m-3 a 22°C), à pressão atmosférica normal. Deste modo, o uso de PHB pode ampliar a conservação de brócoli e de pedúnculo de caju, aumentar a síntese de substâncias antioxidantes, além de reduzir os gastos de energia no processo. Diante deste contexto, os objetivos desse estudo são: a) determinar a PHB ideal para estender a vida pós-colheita desses vegetais; b) determinar os efeitos das altas concentrações de O2 - resultantes da PHB - na fisiologia, bioquímica e metabolismo pró- e antioxidativo de brócoli e de pedúnculo de caju. Os experimentos serão realizados no Laboratório de Tecnologia de Pós-colheita da FCAV-UNESP, Câmpus de Jaboticabal-SP, utilizando brócolis do tipo cabeça única e pedúnculos de cajueiro-anao precoce cultivados na região de Jaboticabal. O projeto será dividido em dois, de acordo com o material vegetal. Os tratamentos consistirão em submeter os vegetais a diferentes níveis de PHB: 100 (Controle), 200, 400, 600, e 800 kPa, à temperatura de 15°C e umidade relativa elevada (96%) no interior das câmaras. Os períodos de permanência sob PHB serão de 1, 2 e 3 dias para o brócoli e 1, 2 e 4 dias para o pedúnculo de caju. Cada período será repetido 3 vezes (repetições), num total de 9 experimentos (3 períodos x 3 repetições) para cada vegetal. Ao término de cada período de tratamento, parte do material será analisada e outra mantida em sala climatizada 15°C, para simular a comercialização, por mais 2 dias, quando serão analisadas. Serão realizadas análises qualitativas de acordo com o material estudado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEREIRA, EMMANUEL M.; FORMIGA, ANDERSON S.; PINZETTA JUNIOR, JOSE S.; CORDEIRO, ISABELA N. F.; OLIVEIRA, KAROLLAYNE T. E. F.; CAVALCANTI, MONICA TEJO; MATTIUZ, BEN-HUR. Application of High Pressures in the Postharvest Conservation of Broccoli. AGRONOMY-BASEL, v. 11, n. 11 NOV 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.