Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos de ação da membrana amniótica fresca e criopreservada no reparo da fibrose hepática induzida em ratos

Processo: 16/10827-8
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Luciana Barros Sant'Anna
Beneficiário:Luciana Barros Sant'Anna
Instituição Sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Emilia Angela Lo Schiavo Arisawa ; Raduan Hage ; Renata de Azevedo Canevari ; Rodolfo de Paula Vieira
Bolsa(s) vinculada(s):17/22101-4 - Expressão gênica dos macrófagos e metaloproteinases sob a influência da membrana amniótica humana na fibrose hepática biliar em ratos, BP.TT
16/22072-1 - Expressão gênica dos macrófagos e metaloproteinases sob a influência da membrana amniótica humana na fibrose hepática biliar em ratos, BP.TT
Assunto(s):Placenta  Células-tronco  Imuno-histoquímica  Âmnio  Criopreservação  Fibrose hepática 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Células tronco | Criopreservação | fibrose hepática | ligadura do ducto biliar | Membrana Amniótica | placenta | Imunohistoquímica

Resumo

A fibrose hepática é caracterizada pela excessiva produção e acúmulo dos componentes da matriz extracelular no parênquima do fígado, distorcendo sua arquitetura e função normais. Se não tratada, a progressão da fibrose resulta no estágio final da doença, a cirrose hepática, para a qual o único tratamento é o transplante de fígado, o qual ainda apresenta limitações. A membrana amniótica humana (MA) tem atraído atenção da medicina regenerativa devido à presença de células tronco e suas propriedades anti-inflamatórias e antifibróticas. Previamente, demostramos que a MA, quando aplicada sobre a superfície do fígado de ratos no mesmo momento da indução da fibrose hepática biliar, reduziu em 50% a área ocupada pela deposição de colágeno no tecido hepático, inibindo a progressão da fibrose para o estágio avançado, a cirrose. Também verificamos que alguns fatores reguladores do processo fibrogênico, tais como TGF-beta e a citocina inflamatória IL-6 reduzia quando a MA era aplicada sobre o fígado. Entretanto, ainda não são conhecidos os mecanismos destas ações. Neste contexto, o objetivo deste trabalho será avaliar os mecanismos de ação da MA no tratamento da fibrose hepática induzida em ratos pelo modelo experimental de ligadura do ducto biliar comum (LDB) e analisar a viabilidade celular e integridade estrutural da MA criopreservada para uso na terapia regenerativa. Após 2 semanas da LDB um fragmento de MA será aplicado sobre todo o fígado ou apenas sobre uma porção do mesmo e os efeitos da MA sobre o processo fibrótico serão avaliados após 4 semanas da sua aplicação. Para isto, as amostras dos fígados serão submetidas às análises de histologia, imunohistoquímica, dupla imunofluorescência e análise morfométrica de imagem, para a avaliação dos seguintes parâmetros: grau/severidade da fibrose, deposição de colágeno, reação ductular, miofibroblastos ativados, miofibroblastos em apoptose, proliferação de hepatócitos. Uma parte das amostras será preparada para análise da expressão gênica dos subtipos de macrófagos M1 e M2 e das metaloproteinases associadas à degradação da matriz colágena (MMP9, MMP12 e MMP13). Outra parte das amostras do fígado será usada para analisar por citometria de fluxo os monócitos precursores desses macrófagos e as citocinas intracelulares pró-inflamatórias e anti-inflamatórias que caracterizam M1 e M2. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MORAES, JESSICA TEREZA GUEDES DE OLIVEIRA; COSTA, MAIRA MAFTOUM; ALVES, PAULA CRISTINA SANTOS; SANT'ANNA, LUCIANA BARROS. Effects of Preservation Methods in the Composition of the Placental and Reflected Regions of the Human Amniotic Membrane. Cells Tissues Organs, v. 210, n. 1, p. 11-pg., . (16/10827-8)
KARINA M. MAMEDE; LUCIANA B. SANTANNA. Antifibrotic effects of total or partial application of amniotic membrane in hepatic fibrosis. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 91, n. 3, . (16/10827-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.