Busca avançada
Ano de início
Entree

Crédito hipotecário no sudoeste mineiro (1880-1914)

Resumo

A historiografia verificou a importância do crédito para o desenvolvimento da cafeicultura brasileira. As formas de financiamento variaram de acordo com o espaço e o tempo do avanço do café. O Sudoeste mineiro foi palco da expansão cafeeira ao final do século XIX e início do XIX. O levantamento das informações das hipotecas dessa região permitirá conhecer os perfis dos credores e devedores e das condições dos créditos dos empréstimos, bem como os imóveis dados em garantia (terras, benfeitorias, cafezais, casas etc.). A partir dessas informações poderemos comparar com resultados de outras áreas, especialmente das áreas paulistas mais próximas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LÉLIO LUIZ DE OLIVEIRA; RENATO LEITE MARCONDES. Outro modo de financiar o café: Hipotecas no sudoeste de Minas Gerais (1890-1914). Varia História, v. 34, n. 64, p. 227-260, . (16/05202-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.