Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel imunomodulatório das vesículas extracelulares liberadas por macrófagos infectados pelo Trypanosoma cruzi

Processo: 16/01917-3
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ana Claudia Trocoli Torrecilhas
Beneficiário:Ana Claudia Trocoli Torrecilhas
Instituição Sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia  Vesículas extracelulares  Trypanosoma cruzi  Macrófagos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Macrófagos | Trypanosoma cruzi | vesículas extracelulares | Parasitologia

Resumo

Formas infectivas do Trypanosoma cruzi, o causador da Doença de Chagas, liberam vesículas ricas em glicoproteínas que quando injetadas em camundongos modulam a infecção pelo parasita. As vesículas liberadas por tripomastigotas da cepa Y aumentam o parasitismo, porque causam inflamação dos tecidos do coração através da ação de TNF-±, IL-12 e NO. Nogueira et al (2015) mostrou que as vesículas isoladas das cepas YuYu e CL-14, como as da cepa Y, induziram a produção de NO, TNF-± e IL-6 via TLR2 uma vez que não ocorreu em macrófagos provenientes de animais nocaute para TLR2. Já vesículas da cepa Colombiana induziram níveis abaixo do limiar de detecção destas citocinas pró-inflamatórias e de NO. As vesículas de todas as cepas analisadas ativaram as vias de sinalização das MAPKs, porém esta ativação foi tardia na cepa Colombiana, explicando a baixa produção das citocinas pró-inflamatórias. Nossos resultados mostram que vesículas liberadas pelos tripomastigotas de diversos isolados levam ao estimulo celular em diferentes níveis via receptor TLR2, o que pode estar relacionado ao progresso da infecção em cada um dos diversos isolados. Com base nos dados obtidos pelo nosso grupo, o objetivo deste trabalho será compreender como as vesículas secretadas por macrófagos infectados pelo T. cruzi ativam o sistema imune e a inflamação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LARISSA F PARANAIBA; ALESSANDRA A GUARNERI; ANA C TORRECILHAS; MARIA N MELO; RODRIGO P SOARES. Extracellular vesicles isolated from Trypanosoma cruzi affect early parasite migration in the gut of Rhodnius prolixus but not in Triatoma infestans. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 114, . (16/01917-3)
MADEIRA, RAFAEL PEDRO; DAL'MAS ROMERA, LAVINIA MARIA; DE CASSIA BUCK, PAULA; MADY, CHARLES; IANNI, BARBARA MARIA; TORRECILHAS, ANA CLAUDIA. New Biomarker in Chagas Disease: Extracellular Vesicles Isolated from Peripheral Blood in Chronic Chagas Disease Patients Modulate the Human Immune Response. JOURNAL OF IMMUNOLOGY RESEARCH, v. 2021, . (16/01917-3)
SOARES, RODRIGO P.; XANDER, PATRICIA; COSTA, ADRIANA OLIVEIRA; MARCILLA, ANTONIO; MENEZES-NETO, ARMANDO; DEL PORTILLO, HERNANDO; WITWER, KENNETH; WAUBEN, MARCA; NOLTE-'T HOEN, ESTHER; OLIVIER, MARTIN; et al. Highlights of the Sao Paulo ISEV workshop on extracellular vesicles in cross-kingdom communication. JOURNAL OF EXTRACELLULAR VESICLES, v. 6, n. 1, . (16/17245-4, 16/01917-3, 16/12111-0)
VASCONCELOS, CAMILLA I.; VARELA, MARINA T.; TORRECILHAS, ANA C.; FERNANDES, JOAO P. S.. Pyrazinoates as antiparasitic agents against Trypanosoma cruzi. ARCHIV DER PHARMAZIE, v. 351, n. 11, . (16/01917-3, 18/03918-2, 16/25028-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: gei-bv@fapesp.br.