Busca avançada
Ano de início
Entree

Composição química e potencial de desativação de espécies reativas de oxigênio de novas cultivares de amendoim adaptadas a ambientes semiáridos: uma contribuição em conjunto com a Embrapa ao desenvolvimento econômico/social do Nordeste brasileiro

Resumo

O amendoim (Arachis hypogaea L.) é um grão muito apreciado em todo o mundo e possui elevada importância econômica. É cultivado em mais de 100 países e é a quarta oleaginosa mais produzida no mundo. Destaca-se por conter ácidos graxos e aminoácidos essenciais, boa relação entre ácidos graxos insaturados e saturados e vitaminas. É também fonte de compostos fenólicos tais como estilbenos, flavonoides e ácidos fenólicos, além de tocoferóis, todos conhecidos por apresentar atividade antioxidante. Portanto, estas características fazem do amendoim um importante alimento a ser incluído na dieta, com a finalidade de prevenir doenças crônicas, as quais, em sua maioria, estão correlacionadas com o estresse oxidativo. No Brasil, e como forma de atender a demanda de agricultores situados no sertão nordestino, região semiárida mais populosa do mundo, a Embrapa estabeleceu um programa de melhoramento do amendoim, com foco no desenvolvimento de cultivares precoces, produtivas e adaptadas à seca. Desta forma, o objetivo deste trabalho é investigar a composição química e a capacidade de desativação de espécies reativas de oxigênio (ROS) de cultivares de amendoin melhoradas pela Embrapa para o bioma do nordeste brasileiro, especificamente a região do sertão nordestino, de forma a se entender se existe uma relação entre a tolerância ao estresse hídrico com a atividade antioxidante e a composição fenólica dos grãos destas novas cultivares. Isto também se faz muito importante, pois não existe na literatura nenhum estudo sobre a capacidade de desativação de ROS e a composição química biotiva de grãos de cultivares de amendoim brasileiras resistentes ao estresse hídrico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MASSARIOLI, ADNA P.; SARTORI, ALAN G. DE O.; JULIANO, FERNANDA F.; DOS SANTOS, ROSEANE C.; RAMOS, JEAN PIERRE C.; DE LIMA, LIZIANE MARIA; DE ALENCAR, SEVERINO MATIAS. ptimizing Procedures for Antioxidant Phenolics Extraction from Skin and Kernel of Peanuts with Contrasting Levels of Drought Toleranc. FOODS, v. 11, n. 3 FEB 2022. Citações Web of Science: 0.
JULIANO, FERNANDA FRANCETTO; MASSARIOLI, ADNA PRADO; LAMUELA-RAVENTOS, ROSA MARIA; DE ALVARENGA, JOSE FERNANDO RINALDI; DE LIMA, LIZIANE MARIA; DOS SANTOS, ROSEANE CAVALCANTI; DA SILVA, CAMILA FURTUNATO; DE ALENCAR, SEVERINO MATIAS. Do drought-adapted peanut genotypes have different bioactive compounds and ROS-scavenging activity?. EUROPEAN FOOD RESEARCH AND TECHNOLOGY, v. 247, n. 6 MAR 2021. Citações Web of Science: 0.
DE CAMARGO, ADRIANO COSTA; DE SOUZA SILVA, ANNA PAULA; SOARES, JACKELINE CINTRA; DE ALENCAR, SEVERINO MATIAS; HANDA, CINTIA LADEIRA; CORDEIRO, KARINA SILVA; FIGUEIRA, MARCELA SOUZA; SAMPAIO, GENI R.; TORRES, ELIZABETH A. F. S.; SHAHIDI, FEREIDOON; SCHWEMBER, ANDRES R. Do Flavonoids from Durum Wheat Contribute to Its Bioactive Properties? A Prospective Study. Molecules, v. 26, n. 2 JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
JULIANO, FERNANDA F.; ALVARENGA, JOSE FERNANDO R.; LAMUELA-RAVENTOS, ROSA MARIA; MASSARIOLI, ADNA P.; LIMA, LIZIANE M.; SANTOS, ROSEANE C.; ALENCAR, SEVERINO M. Polyphenol analysis using high-resolution mass spectrometry allows differentiation of drought tolerant peanut genotypes. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 100, n. 2 NOV 2019. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.