Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão do fator de transcrição Pod-1/TCF21 em tumores adrenocorticais, identificação de novos alvos de regulação de Pod-1 e seu papel na migração celular de células tumorais

Processo: 15/14199-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2016 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Claudimara Ferini Pacicco Lotfi
Beneficiário:Claudimara Ferini Pacicco Lotfi
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/00090-3 - Treinamento técnico para suporte à projeto de pesquisa, BP.TT
Assunto(s):Endocrinologia  Neoplasias das glândulas endócrinas  Carcinoma adrenocortical  Transformação celular neoplásica  Fatores de transcrição  Expressão gênica  Movimento celular 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bub1B | migração | Pod-1 | suprarrenal | tumor | Endocrinologia

Resumo

POD-1/TCF21 pode inibir o fator de transcrição Sf-1/NR5A1 durante o desenvolvimento da adrenal. Essa inibição pode levar a alterações no desenvolvimento da adrenal, no entanto seu aumento está relacionado com o aumento da proliferação e tumorigênese adrenal. Estudo anterior do nosso grupo mostrou que a hiperexpressão de POD-1 inibe a expressão do SF-1 endógeno através da ligação no sitio E-box do promotor de Sf-1, que resultou na diminuição da proteína esteroidogênica StAR. Embora não tenha afetado a viabilidade celular, a análise de POD-1 em carcinomas adrenocorticais (ACC) de pacientes mostrou uma relação inversa entre a expressão desse gene e diferentes genes de controle do ciclo celular, entre eles BUB1B, um dos marcadores moleculares para prognóstico de ACC em adultos. Portanto, em vista da importância de SF-1 em tumores adrenocorticais (ACT), e devido às evidências de que POD-1 pode regular a expressão do gene SF-1 bem como outros genes do ciclo celular, temos como hipótese que a expressão de POD-1 pode ter valor diferencial no diagnóstico de massas adrenais e de prognóstico para ACC. Portanto temos como objetivo 1) analisar a expressão de POD-1 e SF-1 em amostras de cDNA de ACT adultos e pediátricos por reação de TaqMan e qPCR quantitativo, e correlacionar esse dados com os resultados clínicos dos pacientes. Também serão analisadas a expressão combinada de BUB1B e PINK1 e de POD-1 e BUB1B nos ACC de adultos e pediátricos, para testar seu valor de prognóstico. Outros resultados do nosso grupo mostraram que POD1 promove o aumento da expressão gênica de LRH-1 e a diminuição da expressão de SHP, um regulador negativo de LRH-1, em células de tumores adrenocorticais e de hepatocarcinomas. Em conjunto, esses e outros dados sugerem que POD1 pode ter um papel mais amplo como regulador de transcrição em células tumorais e é candidato a gene supressor de tumor. Portanto, 2) a identificação de outros alvos controlados por POD1 podem contribuir no entendimento da sua importância e do seu papel nas células tumorais. Para tal, iremos sequenciar o DNA imunoprecipitado de células de tumor adrenal e de hepatocarcinoma, respectivamente, as linhagens NCI-H295R e HepG2, permanentemente transduzidas com partículas lentivirais expressando POD-1, pelo método ChIP-Seq seguido da validação dos alvos encontrados por ChIP-PCR, como qPCR e immunoblotting. Como a viabilidade celular não foi afetada com o aumento da expressão de POD-1 em ACTs, e em melanomas a regulação negativa de POD-1 foi relacionada com invasão e metástase, 3) iremos analisar se o aumento da expressão de POD-1 em culturas de tumores adrenocorticais diminui a capacidade de migrar e invadir dessas células. Serão utilizadas células permanentemente infectadas com lentivirus expressando POD-1, seguido de ensaios de migração em uma câmara de quimiotaxia contendo micromembrana porosa, e ensaios de invasão em placas com inserto contendo Matrigel. Em resumo, ao final do projeto teremos: 1) estabelecido a importância do fator de transcrição POD-1 em tumores adrenocorticais de adultos e pediátricos, se esse fator pode ser utilizado no diagnóstico e prognóstico desses tumores e outros genes de controle do ciclo celular estão envolvidos; 2) teremos identificado novos alvos, isto é novas sequencias de DNA, que possam estar sendo controlados por POD-1, aumentando nosso conhecimento sobre sua importância em células tumorais e 3) saberemos se POD-1 tem capacidade de controlar a migração celular e portanto a progressão dos tumores adrenocorticais e de outros tumores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CLAUDIMARA FERINI PACICCO LOTFI; JEAN LUCAS KREMER; BARBARA DOS SANTOS PASSAIA; ISADORA PONTES CAVALCANTE. The human adrenal cortex: growth control and disorders. Clinics, v. 73, . (15/14199-9, 16/17285-6)
BARBARA BRITO DA CONCEIÇÃO; ISADORA PONTES CAVALCANTE; JEAN LUCAS KREMER; THAIS BARABBA AURICINO; EDUARDA CORRÊA BENTO; MARIA CLAUDIA NOGUEIRA ZERBINI; MARIA CANDIDA BARISSON VILLARES FRAGOSO; CLAUDIMARA FERINI PACICCO LOTFI. ARMC5 mutations are associated with high levels of proliferating cell nuclear antigen and the presence of the serotonin receptor 5HT4R in PMAH nodules. ARCHIVES OF ENDOCRINOLOGY METABOLISM, v. 64, n. 4, p. 390-401, . (15/50192-9, 15/14199-9)
PACICCO LOTFI, CLAUDIMARA FERINI; KREMER, JEAN LUCAS; PASSAIA, BARBARA DOS SANTOS; CAVALCANTE, ISADORA PONTES. The human adrenal cortex: growth control and disorders. Clinics, v. 73, n. 1, . (16/17285-6, 15/14199-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.