Busca avançada
Ano de início
Entree

Diferentes fontes de óleo vegetal associado a biossurfactante na dieta de cordeiros em terminação

Processo: 15/06505-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Sarita Bonagurio Gallo
Beneficiário:Sarita Bonagurio Gallo
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Cristiane Gonçalves Titto ; Ives Cláudio da Silva Bueno ; Paulo Roberto Leme
Assunto(s):Ovinocultura  Ovinos  Carcaça  Oxidação lipídica  Ácidos graxos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:ácidos graxos | carcaça | Histologia | Microbiologia | Ovinos | Oxidação Lipídica | Ovinocultura

Resumo

O fornecimento de lipídios na dieta de cordeiros em terminação pode melhorar o desempenho produtivo, e a qualidade da carcaça e carne. Óleos de origem vegetal possuem maior quantidade de ácidos graxos benéficos a saúde humana e o seu fornecimento ao animal pode aumentar o seu teor na carne. Mas o oferecimento em excesso pode trazer transtornos metabólicos ao animal. O biossurfactante tem como finalidade diminuir o efeito negativo do fornecimento de lipídios na dieta do animal, e aumentar a digestibilidade do alimento ingerido, com evidencia para alto desempenho zootécnico, e com melhorias na carcaça e carne. O objetivo deste estudo é avaliar a adição de diferentes fontes de óleo vegetal combinados com o uso de biossurfactante na dieta de cordeiros em terminação. O experimento será realizado na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP, campus de Pirassununga, SP. Serão testados duas fontes de óleo (soja e girassol) com a combinação do uso ou não do biossurfactante, perfazendo um total de quatro tratamentos. Para cada tratamento serão usados dez cordeiros machos, não castrados, cruzados Dorper com Santa Inês, com peso inicial médio de 22 a 25 kg, confinados e abatidos com 40kg de massa corporal. O controle do alimento ofertado e sobra será feito diariamente, com as pesagens dos animais e a condição corporal a cada 14 dias. Será feita analise bromatológica dos alimentos ofertados e sobra, assim como analise de hemograma e exames bioquímicos do plasma sanguíneo dos cordeiros no início e fim do confinamento. Após o abate será feita as seguintes mensurações: pesagem da carcaça e dos componentes não carcaça, histologia e morfometria da parede ruminal e do intestino, analise dos pH do líquido ruminal, analise dos ácidos graxos de cadeia curta, microbiologia ruminal. Na carcaça será avaliada medidas objetivas de musculo e gordura, e perfil de ácidos graxos e analise oxidativa da carne. Com essas analises busca-se avaliar o efeito do óleo e do biossurfactante no desempenho do animal, no metabolismo ruminal, no intestino, avaliar ainda efeitos na carcaça e carne. Tem-se como hipótese que haja diferença entre as fontes de óleo e que o uso do biossurfactante melhore o aproveitamento lipídio contido na dieta de cordeiros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GALLO, S. B.; BROCHADO, T.; BROCHINE, L.; PASSARELI, D.; COSTA, S. F.; BUENO, I. C. DA S.; BALIEIRO, J. C. DE C.; FRANZOLIN NETO, R.; TEDESCHI, L. O.. Effect of biosurfactant added in two different oil source diets on lamb performance and ruminal and blood parameters. LIVESTOCK SCIENCE, v. 226, p. 66-72, . (15/06505-2)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.