Busca avançada
Ano de início
Entree

(I)Software de Captura e Análise de Imagem e (II) Desenvolvimento de elementos combustíveis para instalação crítica no reator de pesquisa MB-01 para simular o núcleo do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB)

Resumo

I)A Área de pesquisa em Lasers e Aplicações do IPEN instalou recentemente um microscópio invertido de fluorescência adquirido através de auxílio CAPES/Pro-Equipamentos 3026/2011. O microscópio foi solicitado para permitir o desenvolvimento de metodologias que busquem avaliar o metabolismo celular por utilização de biomarcadores fluorescentes, como fluorocromos conjugados a anticorpos e moléculas fluorescentes de conhecido caminho metabólico. No momento, o microscópio praticamente não é utilizado, visto que faltam alguns acessórios importantes que não puderam ser adquiridos com a verba da CAPES. Uma câmera CCD de alta resolução e um software para análise das imagens são os elementos faltantes mais importantes. A câmera CCD acaba de ser adquirida com verba de outro projeto, contudo, sua plena utilização ainda depende do software citado. Sendo assim, a sua aquisição é de fundamental importância para o correto funcionamento do microscópio invertido, e certamente irá otimizar e alavancar seu uso. Irá também melhorar a infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica em nosso Instituto, especialmente para os grupos de pesquisa que trabalham nas áreas da Saúde, que permeiam vários departamento do IPEN, logo tem caráter multiusuário na casa. (II) O IPEN possui um laboratório de pesquisa para desenvolvimento de novos elementos combustíveis (EC). Nos próximos anos, o IPEN tem por meta precisa desenvolver tecnologia para fabricar ECs para o Reator Multipropósito Brasileiro a ser construído em Iperó, SP. Esse projeto insere-se no esforço do Departamento de Combustível Nuclear do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN-CNEN/SP de desenvolver e disponibilizar ao país a tecnologia de fabricação de combustíveis nucleares tipo placa a base de dispersão, com aplicação em reatores de pesquisas produtores de radioisótopos. Tal esforço alinha-se ao esforço da CNEN em atender à crescente demanda brasileira por radiofármacos (INOVAÇÃO TECNOLÓGICA), a qual vem crescendo em ritmo acelerado desde 1999, com aumento médio ao redor de 10% ao ano. Nesse quadro, se faz presente a necessidade de um novo avanço tecnológico na área de fabricação de combustíveis de dispersão tipo placa para uso em reatores de pesquisas produtores de radioisótopos (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)