Busca avançada
Ano de início
Entree

Prescrição e Monitoramento do Exercício Físico pela Percepção Subjetiva do Esforço após Transplante Cardíaco: Um Estudo Piloto

Resumo

OBJETIVOS: Analisar a utilização da escala de percepção subjetiva de esforço de 6 a 20 (PSE 6-20) como ferramenta de prescrição e automonitoramento do exercício físico em piscina aquecida e em solo em indivíduos transplantados cardíacos.MÉTODOS: Quinze (cinco mulheres) transplantados cardíacos clinicamente estáveis (tempo pós cirurgia = 4 ± 2,5 anos), com 46,7 ± 11,8 anos de idade, foram submetidos a um teste cardiopulmonar progressivo máximo em esteira para determinar a frequência cardíaca (FC) no limiar anaeróbio (FC-LA), no ponto de compensação respiratória (FC-PCR) e no esforço máximo (FC-MAX). Após uma semana, os pacientes foram randomizados para realizar uma sessão de exercício físico em piscina aquecida (30 minutos de caminhada dentro da água) e uma sessão de exercício físico em solo (30 minutos de caminhada na esteira), com intensidade entre 11 (relativamente) e 13 (ligeiramente cansativo) da PSE 6-20, e tiveram sua frequência cardíaca mensurada a cada 4 minutos. O intervalo entre as sessões foi de 48 a 72 horas.RESULTADOS: Não foi encontrada diferença significativa entre sessões na FC média durante o exercício físico em piscina aquecida e exercício físico em solo. Pacientes demonstraram um atraso no aumento da FC durante ambas as sessões de exercício, com a estabilização deste aumento iniciando após o oitavo minuto de exercício. A FC de exercício se manteve ente FC-LA e FC-RCP (dentro da zona de treinamento aeróbio) durante a maior parte da sessão de exercício em piscina aquecida (72% das medidas de FC) e exercício físico em solo (66% das medidas de FC). Apenas um pequeno número de medidas ficou abaixo da FC-LA (exercício em piscina aquecida = 9%; exercício em solo = 13%) ou acima da FC-PCR (exercício em piscina aquecida = 19%; exercício em solo = 21%) durante ambas as sessões de exercício.CONCLUSÃO: A FC de exercício se manteve na zona de treinamento aeróbio (entre FC-LA e FC-RCP) durante a maior parte de ambas as sessões de exercício, sugerindo que a PSE 6-20 pode ser uma ferramenta eficiente para a prescrição e automonitoramento do exercício físico em piscina aquecida e em solo em indivíduos transplantados cardíacos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CIOLAC, EMMANUEL GOMES; CASTRO, RAFAEL ERTNER; D'ANDREA GREVE, JULIA MARIA; BACAL, FERNANDO; BOCCHI, EDIMAR ALCIDES; GUIMARAES, GUILHERME VEIGA. Prescribing and Regulating Exercise with RPE after Heart Transplant: A Pilot Study. MEDICINE AND SCIENCE IN SPORTS AND EXERCISE, v. 47, n. 7, p. 1321-1327, JUL 2015. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.