Busca avançada
Ano de início
Entree

Intervenção urbana como tática pedagógica: encontro com Foliões

Processo: 14/21353-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2015 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Educação Artística
Pesquisador responsável:Carminda Mendes André
Beneficiário:Carminda Mendes André
Instituição Sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Festas populares  Intervenção urbana  São Paulo (SP) 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Festas populares | intervenção urbana | pedagogia da performance | artes cênicas

Resumo

O projeto consiste na continuidade do que a pesquisadora principal vem realizando a quatro anos em graduação e pós graduação no Instituto de Artes da UNESP, em parceria com artistas educadores ligados à prática da intervenção urbana na cidade de São Paulo. Desenvolve modalidade de intervenção urbana como prática de ensino e aprendizagem em artes cênicas. Em 2013 e 2014, a proponente sai do Estado de São Paulo e realiza oficinas de intervenção urbana para estudantes e docentes das Universidade Federal de Uberlândia (2014) e Universidade Federal de Tocantins (2013). Nessas andanças, aproxima-se de comunidades que sofrem algum risco de apagamento cultural e realiza ação intervencionista com o objetivo de criar um campo de possíveis trocas de saberes. Em Uberlândia esteve em contato com integrantes da Folia de Reis PENA BRANCA, comunidade em lento processo de expulsão do bairro do Patrimônio (especulação imobiliária e outros monstros capitalistas); em Palmas a comunidade visitada, apelidada de Os Canelas, são indivíduos desapropriados de seus sítios para dar passagem às águas da barragem que abastece a cidade hoje. Povo festeiro, vivem em luta para não perder suas tradições. Essa aproximação entre UNESP e UFT suscitou desejo em continuar parceria mais estreita gerando proposta para o DINTER que aguarda parecer. Para fechar uma amostragem mais ampla, incluímos também ação semelhante com a comunidade da Escola de Samba Lavapés na cidade sede do Projeto, São Paulo.A pesquisa tem, por finalidade, a sistematização de pedagogia arte educativa em que a intervenção urbana funciona como ação mediadora entre propositores e pessoas ou grupos que estão além do ambiente de ensino. As bases teóricas passam pelas proposições das correntes pós-colonialistas principalmente no que tange a afirmação do multiculturalismo; no campo do ensino e da metodologia da pesquisa, busca aproximações com as linhas de pesquisa que discutem educação e metodologia de pesquisas sob a ótica da "experiência". O corpo do pesquisador deve estar em contato direto com os sujeitos em campo de estudos e precisa ser preparado para tal. Por isso, as ações principais dessa proposta acadêmica é a imersão dos artistas educadores (acadêmicos) nas Festas populares aqui indicadas e uma posterior criação coletiva com integrantes de cada comunidade. As ações do projeto vão além do ambiente universitário, buscando modos de resistência cultural entre indivíduos ou grupos em diferença. Ao aproximar a intervenção urbana ao ativismo, a pesquisadora busca aproximações entre arte urbana e arte popular. O estudo se volta às reflexões sobre arte produzidas pela neovanguardas brasileiras dando continuidade à pesquisa de doutoramento da proponente. Em resumo: serão realizados três estágios de pesquisa de curta duração, dois fora do Estado (Uberlândia e Palmas) e outro na cidade de São Paulo. A finalidade dos estágios de campo é recolher material para elaboração de trabalho para Livre Docência da proponente.A pesquisa está prevista para acontecer no período de dois anos, 24 meses. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)