Busca avançada
Ano de início
Entree

VIII encontro de pesquisadores em Comunicação e Cultura: mídia e alteridade

Processo: 14/15367-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 09 de outubro de 2014 - 10 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Paulo Celso da Silva
Beneficiário:Paulo Celso da Silva
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura (sociologia)  Alteridade 

Resumo

A alteridade é tema relevante em várias regionalidades científicas, da Psicanálise à Filosofia, passando pela História, Antropologia e Ciências da Comunicação. Nos dizeres de Todorov, "a descoberta do outro tem vários graus, desde o outro como objeto, confundindo com o mundo que o cerca, até o outro como sujeito, igual ao eu, mas diferente dele, com infinitas nuanças intermediárias". A questão que se coloca em debate no VIII Encontro de Pesquisadores em Comunicação e Cultura: "Mídia e Alteridade", reporta-se a essas "infinitas nuanças".A mídia atual, que transborda a noção de "veículo" e se espraia pelo cotidiano, conforme Jenkis, Ford e Green, pode ser um caminho para o reconhecimento e manifestação dessas "infinitas nuanças". Como as mídias tratam tais nuanças? Em que medida as narrativas midiáticas podem contribuir para a coexistência de diferentes ou apagar aspectos diferenciais e específicos do outro?A dificuldade de viver com o outro, do ponto de vista psicológico, segundo Kristeva está implícita também na noção de estrangeiro, enquanto, do ponto de vista político, "assinala os limites dos Estados-nações e da consciência política nacional, ao ponto de considerar como normal que existam estrangeiros", isto é, pessoas que não têm os mesmos direitos que os pertencentes à nação, o que sem dúvida gera conflitos, em escala planetária. Entre as "infinitas nuanças" há as que podem ser colhidas neste contexto Bauman enfatiza que todas as sociedades produzem estranhos, "pessoas que não se encaixam no mapa cognitivo, moral ou estético do mundo". Esses estranhos são "irritantes, enervantes, desconcertantes e, sob outros aspectos, 'um problema'". O que podemos colher das mídias em relação a este 'problema'? (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)