Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das alterações ultra-estruturais e do padrão de expressão imunoistoquímica de fatores de crescimento no envelhecimento das glândulas submandibular, sublingual e glândulas labiais menores de humanos

Resumo

A xerostomia é uma das maiores queixas dos indivíduos idosos e é considerada um grande problema de saúde na área da geriatria. Estudos têm demonstrado que com o passar da idade ocorre uma diminuição no parênquima das glândulas salivares, principalmente do componente acinar que é substituído por tecido adiposo, conjuntivo e por aumento no componente ductal. Apesar das alterações estruturais envolverem tanto o estroma quanto o parênquima, não está claro como a extensão dessas alterações afetam a função dessas glândulas. Também não está claro se as alterações funcionais se devem a redução da eficiência das células glandulares ou a redução do número de células funcionalmente ativas. Dessa forma, o estudo das alterações ultra-estruturais que ocorrem nos diferentes tipos celulares constituintes das glândulas salivares durante o processo de envelhecimento humano, poderia contribuir muito para o entendimento dos mecanismos de diferenciação celular envolvidos na biologia do envelhecimento das glândulas salivares humanas. As glândulas salivares são reservatórios naturais de fatores de crescimento. O fator de crescimento epitelial (EGF) e o fator de crescimento neural (NGF) são sintetizados e secretados por células das glândulas salivares. Apesar disso, o papel fisiológico dessas proteínas na saliva e nas glândulas salivares ainda não foi totalmente elucidado. Analisando a literatura, observamos que estudos morfológicos de localização dos fatores de crescimento são bem mais escassos nas glândulas salivares humanas do que nas glândulas dos roedores, assim mais estudos abordando esse assunto se fazem necessários, a fim de esclarecer em que porção do sistema glandular eles são produzidos. Além disso, não existem estudos na literatura que tiveram por objetivo avaliar mudanças no padrão de expressão de fatores de crescimento no processo de envelhecimento das glândulas salivares humanas. Assim, o objetivo desse estudo é avaliar alterações no padrão de expressão imunoistoquímica dos fatores de crescimento e seus respectivos receptores FGF-10, FGFR2, EGF e EGFR, pro-NGF, p75 e TrkA nas glândulas submandibular, sublingual e glândulas salivares labiais menores no processo de envelhecimento humano. Alterações ultra-estruturais nos diferentes componentes celulares glandulares também serão avaliadas durante o processo de senescência humana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)