Busca avançada
Ano de início
Entree

Estrutura de governança e estratégias nos grupos empresariais familiares brasileiros

Processo: 13/26512-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Pesquisador responsável:Luiz Ricardo Kabbach de Castro
Beneficiário:Luiz Ricardo Kabbach de Castro
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados: Guilherme Kirch ; Rafel Crespi ; Ruth Aguilera
Assunto(s):Empresas familiares  Governança corporativa  Grupo econômico  Mercado de capitais  Políticas públicas 

Resumo

O presente projeto tem por objetivo analisar os determinantes da formação e estrutura piramidal dos grupo econômicos familiares Brasileiros e quais são os efeitos destas estruturas de governança nas estratégias e desempenho das empresas afiliadas. A literatura de governança e finanças corporativas, usualmente, toma a estrutura de propriedade dos grupos empresariais como dada e analisa seu impacto nos resultados econômicos das empresas. Entretanto, pouco se sabe sobre como se formam estas estruturas. Em particular, apesar de haver propostas teóricas que expliquem a formação de estruturas piramidais em grupos econômicos, estudos empíricos demonstrando a evolução destas estruturas ainda são escassos, e o contexto Brasileiro ainda inexplorado. Neste sentido, e tomando por referencia a teoria de estruturas piramidais proposta do Almeida e Wolfenzon (2006), analisamos a evolução das estruturas piramidais em grupos econômicos brasileiros ao longo de um período entre 1997 e 2012 como forma de determinar a prevalência de efeitos de seleção ou tunnelling na formação destas estruturas. A partir desta análise, avançamos no estudo dos efeitos destas estruturas nas estratégias corporativas e seu impacto do resultado econômico de empresas afiliadas aos grupos econômicos. Para isso, desenvolveremos um sistema de equações simultâneas que especificará a relação entre os diferences constructos de governança corporativa, estratégias financeiras e desempenho econômico. Esta metodologia permite compreender o efeito da estrutura de propriedade no processo de tomada de decisão financeira por parte das empresas, e seus efeitos no desempenho econômico relaxando a hipótese de que a estruturas de propriedade é exógena em relação as estratégias corporativas. Um melhor entendimento das relações entre governança corporativa, estratégias financeiras e desempenho econômico permitirá subsidiar políticas públicas que tenham por objetivo melhorar as práticas de governança no ambiente institucional brasileiro e, eventualmente, estimular o investimento privado contribuindo para o desenvolvimento do mercado de capitais. Os resultados desta pesquisa serão divulgados em revistas especializadas e em congressos nacionais e internacionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAIXE, DANIEL FERREIRA; GUIMARAES KALATZIS, AQUILES ELIE; KABBACH DE CASTRO, LUIZ RICARDO. Controlling shareholders and investment-risk sensitivity in an emerging economy. EMERGING MARKETS REVIEW, v. 39, p. 133-153, JUN 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.