Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação físico-química e microbiológica da água procedente de soluções alternativas de abastecimento na região metropolitana da Baixada Santista, estado de São Paulo

Processo: 13/24628-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2014 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Mário Tavares
Beneficiário:Mário Tavares
Instituição Sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/06734-9 - Avaliação físico-química e microbiológica da água procedente de soluções alternativas de abastecimento na Região Metropolitana da Baixada Santista, Estado de São Paulo., BP.TT
Assunto(s):Abastecimento de água  Qualidade da água  Técnicas microbiológicas  Propriedades físico-químicas  Legislação ambiental 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:análises microbiológicas e físico-químicas | bicas e nascentes | Legislação ambiental e sanitária | Metais em água | poços | Saúde Pública | soluções alternativas de abastecimento | Bromatologia e Química

Resumo

A água oriunda das chamadas soluções alternativas de abastecimento geralmente não é tratada e requer atenção especial das autoridades sanitárias. No entanto, o Programa de Vigilância da Qualidade da Água para o Consumo Humano - PROÁGUA, instituído no Estado de São Paulo, não a tem incluído nas amostras coletadas realizadas na Região Metropolitana da Baixada Santista, Estado de São Paulo. Neste trabalho, será avaliada a qualidade da água de bicas, nascentes e poços localizados na citada região. Serão coletadas 50 amostras e analisadas quanto à presença de coliformes totais e termotolerantes, por meio da técnica do substrato definido (Colilert), descrita na metodologia da American Public Health Association - APHA, 21ª. ed., 2005, além dos seguintes parâmetros físico-químicas: amônia cloreto, cloro residual livre (nas águas tratadas), cádmio, chumbo, cor aparente, dureza, ferro, manganês, nitrato, nitrito, odor, pH, sólidos totais dissolvidos, sulfato e turbidez, segundo as técnicas descritas em "Métodos físico-químicos para análise de alimentos: normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz", 4ª. ed., ANVISA, 2005. Paralelamente, serão validadas as técnicas referentes a diversas características físico-químicas, em especial os metais cádmio, chumbo, manganês e eventualmente outros, por meio de espectrofotometria de absorção atômica. Espera-se que os resultados da pesquisa sirvam de subsídio à Vigilância Sanitária para identificar fontes de possível contaminação das amostras, objetivando o controle e prevenção de doenças transmitidas e veiculadas pela água, e esclarecer melhor os consumidores quanto a riscos à sua saúde com a colaboração da mídia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)