Busca avançada
Ano de início
Entree

A família como contexto de desenvolvimento moral: uma abordagem a partir da teoria do juízo moral de Jean Piaget e a teoria do domínio social

Resumo

Esse projeto organiza-se em quatro partes: na primeira apresentamos a revisão bibliográfica dos construtos obediência, justiça, respeito e reciprocidade da teoria do Juízo Moral de Jean Piaget; na segunda resumimos os resultados de nossa pesquisa com pais e mães brasileiros sobre tais construtos e sua relação com a construção da autonomia moral dos filhos adolescentes (Caetano, 2009), pesquisa cujos resultados e discussões são desencadeadores das novas problemáticas que sustentam a presente proposta de pesquisa; na terceira parte fundamentamos essas problemáticas como norteadoras da presente investigação, entre elas a diferença entre os resultados de nossas pesquisas que apontam conflitos na relação entre pais e filhos (sendo a temática do juízo moral e da ação moral, o mais importante) e os resultados das pesquisas fundamentadas na teoria do Domínio Social que consideram o domínio moral como um domínio diante do qual não se encontram conflitos na relação pais e filhos. Pensamos que os conflitos que encontramos na relação entre pais e filhos em nossa pesquisa, e que não são observados nas pesquisas do referencial teórico da Teoria do Domínio Social, tenha como principal explicação a diferença na consideração do conceito de moralidade para os dois diferentes referenciais teóricos: piagetiano e Teoria do Domínio Social. Sendo essa a nossa hipótese. Na quarta e última parte do projeto, delineamos os seus objetivos e método. O seu principal objetivo é investigar comparativamente o papel da família como contexto de desenvolvimento moral na teoria do Juízo Moral de Jean Piaget (1932) e na Teoria do Domínio Social (Turiel, 1983, 1998). Ainda são objetivos desse projeto: realizar a revisão teórica atualizada dos estudos da família como contexto de desenvolvimento moral, dentro da perspectiva da Teoria do Domínio Social; investigar as respostas dos pais aos construtos obediência, justiça, autonomia e respeito, pensando tais construtos à luz dos conteúdos propostos pela Teoria do Domínio Social. Para atender a tais objetivos, a pesquisa utilizará um instrumento de pesquisa que é uma escala de respostas fechadas, fruto da reunião do instrumento Escala de Concepções Educativas Morais (O estudo de construção e validação da Escala de Concepções Educativas encontra-se em: Caetano, L. M. (2009). Autonomia, Adolescência e a Relação Pais e Filhos: Escala de Concepções Morais. Tese de doutorado. IP/USP, São Paulo) e outros dois instrumentos utilizados respectivamente pelos estudos e pesquisas da Teoria do Domínio Social, sendo respectivamente: Scales from Parental Authority Index (PAI) (Hasebe et al., 2004) e Stimuli Items for the Parental Authority Questionnaire (Smetana and Asquith, 1994). Os participantes desse estudo serão constituídos de pais, mães, e/ou responsáveis de adolescentes de 12 a 20 anos de idade; e adolescentes de 12 a 20 anos de idade. Em nossa pesquisa anterior os sujeitos eram apenas os pais, e como as pesquisas da Teoria do Domínio Social são realizadas com pais e filhos, nos propomos também a comparação das respostas que poderemos encontrar nessa díade, para bem atendermos ao nosso objetivo principal de pesquisa. Pretendemos que a análise dos dados seja realizada a partir de instrumentos de análise quantitativa, mas também nos propomos a uma análise qualitativa das respostas, fundamentada na comparação das duas abordagens teóricas propostas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)