Busca avançada
Ano de início
Entree

Sabor da carne, desempenho e características de carcaça e da carne de novilhos Nelore confinados com dietas contendo diferentes níveis de caroço de algodão rancificado ou não

Processo: 05/00798-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2005 - 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Leme
Beneficiário:Paulo Roberto Leme
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinocultura de corte  Gado Nelore  Composição de alimentos  Carnes e derivados  Nutrição animal  Caroços  Algodão  Ácidos graxos 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Acidos Graxos Livres | Bovinos De Corte | Caroco De Algodao | Confinamento | Desempenho | Sabor Da Carne | Bovinocultura de corte

Resumo

Este trabalho visa estudar os efeitos da inclusão do caroço de algodão, rancificado ou não, na dieta de novilhos da raça Nelore em confinamento, sobre os parâmetros da produção animal, da qualidade organoléptica dos cortes e da composição da gordura da carne. Os 48 animais serão alocados de acordo com o peso e submetidos ao regime de confinamento por 112 dias com quatro diferentes dietas de alto concentrado. Cada um dos quatro piquetes terá os quatro tratamentos com três repetições, onde será medido o consumo individual de cada animal, com cochos automáticos. Serão observados os desempenhos através do ganho de peso, consumo e conversão alimentar. O volumoso fornecido será a silagem de milho e os tratamentos serão: T1 (controle), sem a utilização de caroço de algodão; T2, utilizando caroço de algodão em bom estado de conservação na proporção de 10% da matéria seca ingerida (MSI); T3, utilizando caroço de algodão em bom estado de conservação na proporção de 20% da MSI e T4, utilizando caroço de algodão rancificado na proporção de 20% da MSI. Durante este período, a cada 28 dias, os animais serão pesados e serão colhidas, no animal vivo, medidas com ultra-som da espessura de gordura subcutânea (EGS) e da área de olho de lombo (AOL) entre a 12ª e 13ª costelas, e da espessura de gordura da picanha (EGP8). Será avaliada também a concentração de nitrogênio uréico no sangue aos 56 e 112 dias de confinamento. Após o abate, serão realizadas medidas de pH, temperatura, EGS, AOL, gordura renal e pélvica, peso das carcaças, além da determinação da composição da carne, perfil dos ácidos graxos da gordura, quantificação do colesterol e análise sensorial para sabor da carne assada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)