Busca avançada
Ano de início
Entree

Criação massal e comercialização de Trichogramma spp. e Cotesia flavipes para o controle de pragas agrícolas

Processo: 04/13825-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - PAPPE / PIPE III
Vigência: 01 de janeiro de 2005 - 31 de janeiro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Convênio/Acordo: FINEP - PAPPE-PIPE III
Pesquisador responsável:Alexandre de Sene Pinto
Beneficiário:Alexandre de Sene Pinto
Empresa:CP2 Ltda. - ME
Município: Piracicaba
Vinculado ao auxílio:01/08394-0 - Criação massal e comercialização de Trichogramma spp. e Cotesia flavipes para o controle de pragas agrícolas, AP.PIPE
Assunto(s):Controle biológico  Pragas de plantas  Trichogrammatidae  Trichogramma galloi  Cotesia flavipes 

Resumo

O projeto teve por objetivo, na fase I, a adequação do projeto original, desenvolvido na ESALQ/USP, para uma escala maior visando sua comercialização. Na fase II foi ampliada tal escala de produção, visando a comercialização dos insumos biológicos para o Brasil e exterior em áreas agrícolas maiores. Embora já se detenha a produção em pequena, média e larga escalas para Cotesia flavipes, por questões comerciais, optou-se pela substituição por Trichogramma galloi, parasitóide de comprovada eficiência para controle de Diatraea saccharalis (BOTELHO et al, 1999). Assim, após 3 anos do início do projeto PIPE, chegou-se a um produto, no caso, espécies de Trichogramma, que podem ser utilizadas em milhões de hectares para controle de lepidópteros pragas de milho, de hortaliças (crucíferas, solanáceas), cana-de-açúcar etc. Além da liberação do parasitoide, encontrou-se um nicho de mercado no exterior, ou seja, a venda de ovos da traça (hospedeiro alternativo de Trichogramma spp.) para produção de diversos parasitoides e predadores. Tal produto, desenvolvido a partir de produção e coleta de ovos em larga escala, com sistema de exaustores especialmente desenvolvidos, com uma técnica de armazenamento de ovos em baixas temperaturas e com um sistema de liberação inovador, confeccionado de material biodegradável e que permite o acompanhamento biológico do inseto (permitindo o controle de qualidade do inseto produzido) é hoje multiplicado em cerca de 1 Kg/dia (36 milhões de ovos) - de Anagasta kuehniella, suficiente para liberação em 9.000 hectares/mês. Tal produto foi apresentado no Brazil-US Technology Open House, realizado na sede do NIST (National Institute of Standards and Technology) em Washington, EUA, em junho de 2004, como um dos projetos inovadores selecionados pelo MCT dentre programas PIPE do Brasil. O presente projeto visa à ampliação da produção diária de ovos, o que implica aquisição de grande número de bandejas e prateleiras, aparelhos de ar condicionado, equipamentos e componentes de dietas para tal crescimento; uma área adicional para a multiplicação de Corcyra cephalonica, hospedeiro alternativo de T galloi (GOMES & PARRA, 1998) será necessária. Tal incremento de produção permitirá que o(s) produto(s) seja(m) liberado(s) em áreas equivalentes a 432.000 hectares/ano (após 24 meses), viabilizando o crescimento da BUG agentes biológicos, resultante do projeto PIPE-FAPESP, desde que o mercado nacional e internacional estão à espera deste aumento de produção. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Producción alada 
Produção alada 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)