Busca avançada
Ano de início
Entree

Transição da educação para o trabalho e construção de projetos profissionais na comunidade escolar: parâmetros para a elaboração de um modelo de política pública em orientação profissional no ensino médio

Processo: 03/07187-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de julho de 2004 - 31 de dezembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Trabalho e Organizacional
Pesquisador responsável:Yvette Piha Lehman
Beneficiário:Yvette Piha Lehman
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Instituição parceira: Secretaria da Educação (São Paulo - Estado)
Assunto(s):Projeto educacional  Planejamento educacional  Escola pública  Cidadania  Inclusão social  Política educacional  Políticas públicas 
Publicação FAPESP:https://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_91_84_84.pdf

Resumo

A falta de um projeto nas escolas públicas que inclua aspectos de cidadania e inclusão social afeta diretamente a qualidade de vinculação do jovem com o aprendizado e sua trajetória profissional. As escolas devem poder incluir em seu projeto educativo a construção da identidade pessoal, apresentando possibilidades de inserção social e profissional, não servindo apenas de espaço de replicação de conteúdos didáticos. Neste sentido um dos aspectos relegados a um segundo plano nas políticas públicas do ensino médio é a dificuldade de inserção do jovem na estrutura ocupacional, o que tem produzido um cenário de inviabilidade de escolhas profissionais, e impossibilidade da construção de um projeto profissional. As ações de orientação profissional neste contexto têm sido apenas pontuais e de alcance restrito. A escola parece-nos o espaço ideal para ações que visam levar o jovem a refletir sobre as questões de trabalho, mercado, necessidades pessoais, instrumentando-o a lidarem com mais propriedade frente às situações complexas que resultam hoje da relação capital-trabalho. Assim faz-se necessário o desenvolvimento de um novo modelo de orientação profissional a ser implementado no ensino médio da escola pública, levando-se em conta a especificidade dessa população, das características e potencialidades do mercado de trabalho do estado de São Paulo. A proposta é desenvolver um projeto experimental, em uma escola pública de grande porte. Posterior organização e implementação em escala de um modelo de intervenção, através da produção de material didático ilustrativo e treinamento de professores multiplicadores. Com estas ações visamos: ampliar a discussão sobre o mundo do trabalho na escola; possibilitar um desenvolvimento de sujeitos autônomos, mas integrado aos grupos; instrumentar a construção de projetos profissionais mais realistas e flexíveis; fazer da escola um espaço de integração e desenvolvimento profissional da comunidade (alunos, pais, funcionários e professores). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)