Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da tuberculose e da tuberculose latente em funcionários do sistema penal de diferentes tipos de unidades de detenção da cidade de Franco da Rocha, ESP

Processo: 12/18613-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Péricles Alves Nogueira
Beneficiário:Péricles Alves Nogueira
Instituição Sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bacteriologia  Tuberculose pulmonar  Tuberculose latente  Prevalência  Teste tuberculínico  Prisões  Exposição ocupacional 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bacteriologia | prisões | Rx | teste tuberculínico | trabalhadores | tuberculose | tuberculose latente | Tisiologia

Resumo

Para grupos de pessoas que permanecem confinadas, principalmente em presídios, a tuberculose sempre foi um grave problema de saúde, devido a sua transmissão respiratória, colocando em risco os profissionais que trabalham no sistema prisional, especialmente os contatos de detentos. Estudos epidemiológicos já demonstraram que profissionais de presídio têm maior probabilidade de se infectar e adoecer por tuberculose, quando comparados a outros grupos ocupacionais. Objetivo: Comparar a prevalência da tuberculose pulmonar e da tuberculose latente entre os funcionários contatos e não contatos de detento, das diferentes unidades penais localizadas no município de Franco da Rocha, estado de São Paulo. Métodos: A população de estudo será a de profissionais que trabalham nas Unidades Penais localizadas no município de Franco da Rocha. As Unidades a serem estudadas serão os dois Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico subordinadas à Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) e as cinco unidades da Fundação Casa pertencentes à Secretaria de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania. Este estudo consistirá na aplicação de um questionário individual; aplicação e leitura da prova tuberculínica; exame de Rx de tórax; baciloscopia, e cultura dos escarros, com posterior identificação e teste de sensibilidade às drogas antituberculose das cepas isoladas, no período de janeiro a dezembro de 2013. As variáveis analisadas serão: nome; filiação; idade; estado civil; cor ou raça; nível de instrução; tempo de trabalho no sistema prisional; setor em que trabalha; função que ocupa; contato direto com detento; tuberculose anterior; contato prévio com pessoas tuberculosas; presença de tosse; expectoração; tabagismo; presença de doença pulmonar; presença de outra doença, e prova tuberculínica anterior. Esses dados serão comparados com os colhidos, em outro estudo coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde, nas outras cinco Unidades Prisionais de Franco da Rocha pertencentes a Regional da Grande São Paulo da Secretaria de Administração Penitenciarias. Com base nas informações obtidas, será elaborada uma ficha de pré-codificação, no Programa Epi-Info-6, para digitação dos dados, que, posteriormente, serão processados na base de dados Epi-Info-6, analisados estatisticamente e apresentados em gráficos e tabelas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PÉRICLES ALVES NOGUEIRA; REGINA MAURA CABRAL DE MELO ABRAHÃO; VERA MARIA NEDER GALESI; ROSSANA VERÓNICA MENDOZA LÓPEZ. Tuberculose e infecção latente em funcionários de diferentes tipos de unidades prisionais. Revista de Saúde Pública, v. 52, . (12/18613-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.