Busca avançada
Ano de início
Entree

Gestão de riscos em empresas não financeiras da América Latina

Resumo

Este projeto tem como objetivo central compreender os fatores que determinam as decisões de gestão de risco em empresas latinoamericanas. Para esse fim, o estudo envolverá a construção de um banco de dados sobre as carteiras de derivativos das empresas brasileiras, chilenas, mexicanas e argentinas que possuem ADRs negociadas em bolsa, a partir dos relatórios enviados pelas empresas à Securities and Exchange Comission (SEC), o que permitirá estudar não só a decisão de usar ou não derivativos, mas também a magnitude da exposição sendo gerida com derivativos. Nenhum trabalho até hoje abordou esse assunto fora dos EUA. A literatura de Finanças mostra que a gestão de riscos só adiciona valor à empresa na presença de imperfeições de mercado, como custos de falência, assimetria informacional, carga tributária não linear, custos de monitoramento, de transação e de agência. Além de testar as hipóteses sobre a importância de cada um desses fatores para a gestão de risco na América Latina, será possível compreender como as características institucionais, legais, políticas e econômicas dos países em que as empresas se situam afetam as decisões de hedging. Além disso, a construção do banco de dados sobre as carteiras de derivativos das empresas pode ser importante subsídio para outras pesquisas futuras. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)