Busca avançada
Ano de início
Entree

Tempo médio de assistência de enfermagem em unidade de pediatria, segundo o grau de dependência do paciente

Resumo

A existência de lacunas no que se refere à proposição de parâmetros referentes ao tempo médio de assistência de enfermagem necessário para o atendimento dos pacientes internados em unidades pediátricas, bem como de estudos que utilizem metodologias objetivas para identificar a carga de trabalho da equipe de enfermagem nessas unidades, interferem e dificultam a operacionalização do processo de dimensionamento de pessoal, provocando distorções na previsão e avaliação do quantitativo e qualitativo de profissionais de enfermagem para o atendimento das necessidades assistenciais, específicas dessa clientela. Frente a essa realidade, este projeto tem o objetivo de identificar o tempo médio de assistência de enfermagem utilizado para assistir o paciente pediátrico, segundo o grau de dependência da equipe de enfermagem. Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, descritiva, observacional e transversal, a ser desenvolvido na Clínica Pediátrica (Cl Ped) do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP). Participarão do estudo todos os profissionais de enfermagem que trabalharem na Cl Ped no período de coleta dos dados e que aceitarem participar da pesquisa, mediante assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). A pesquisa será desenvolvida em quatro etapas metodológicas, apresentando diferentes estratégias de coleta dos dados: identificação das atividades de enfermagem realizadas na assistência ao paciente pediátrico (prontuário e observação direta); classificação das atividades em intervenções, segundo sistema padronizado de linguagem (Nursing Intervention Classification-NIC); validação do instrumento das intervenções/atividades de enfermagem (oficinas de trabalho); mensuração da quantidade e do tempo despendido nas intervenções/atividades de enfermagem ao paciente pediátrico, segundo o grau de dependência da equipe de enfermagem (técnica amostragem do trabalho). Acredita-se que seus resultados possam contribuir para a proposição de tempos médios de assistência específicos para o atendimento do paciente pediátrico, segundo o grau de dependência da equipe de enfermagem, subsidiando a operacionalização do processo de dimensionamento de profissionais de enfermagem e, consequentemente, a adequação quantitativa e qualitativa de pessoal para assistir, com segurança e qualidade, o paciente pediátrico internado em instituições hospitalares, além de concorrer para o avanço do conhecimento na área do gerenciamento de recursos humanos em enfermagem. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)