Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da suplementação de zinco na remodelação cardíaca após o infarto agudo do miocárdio

Processo: 12/14500-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Leonardo Antonio Mamede Zornoff
Beneficiário:Leonardo Antonio Mamede Zornoff
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Katashi Okoshi ; Marcos Ferreira Minicucci ; Paula Schmidt Azevedo Gaiolla ; Sergio Alberto Rupp de Paiva
Assunto(s):Cardiologia  Insuficiência cardíaca  Infarto do miocárdio  Remodelação ventricular  Zinco 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Insuficiência Cardíaca | Cardiologia

Resumo

A insuficiência cardíaca é responsável por grande número de internações em todo mundo. As principais causas dessa doença são a isquemia miocárdica e a hipertensão arterial sistêmica. Dentre as alterações isquêmicas, podemos destacar o infarto agudo do miocárdio (IAM). Após o IAM podem ocorrer alterações complexas na arquitetura ventricular, envolvendo tanto a região infartada quanto a não infartada. Nos últimos anos, estas adaptações passaram a ser estudadas com o nome de remodelação ventricular ou cardíaca. Devido ao grande impacto sócio-econômico e às altas taxas de mortalidade, torna-se relevante a identificação de fatores que modulem o processo de remodelação ventricular, como o zinco. O zinco é metal divalente, essencial para a atividade de diversas enzimas como a enzima conversora da angiotensina, a superóxido dismutase e as metaloproteinases da matriz extracelular (MMPs). Além disso, esse metal tem papel fundamental na estrutura das membranas celulares, e na estabilização das estruturas de RNA, DNA e ribossomos. Atualmente, evidências experimentais e clínicas mostram que a concentração sérica de zinco encontra-se diminuída na insuficiência cardíaca. Essa redução pode interferir com a atividade das metaloproteinases, com estresse oxidativo e, consequentemente, com o processo inflamatório. No entanto, a influência da suplementação de zinco na remodelação cardíaca após o infarto agudo do miocárdio ainda não foi estudada. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONCALVES, ANDREA F.; POLEGATO, BERTHA F.; FERNANDES, ANA ANGELICA; ISHIKAWA, LARISSA LUMI; OKOSHI, KATASHI; BAZAN, SILMEIA G. Z.; MINICUCCI, MARCOS F.; AZEVEDO, PAULA S.; IKOMA, MAURA R.; PENITENTI, MARCIMARA; et al. Zinc Supplementation Attenuates Cardiac Remodeling After Experimental Myocardial Infarction. CELLULAR PHYSIOLOGY AND BIOCHEMISTRY, v. 50, n. 1, p. 353-362, . (12/14500-2, 13/06862-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.