Busca avançada
Ano de início
Entree

Discursos na rede e políticas de autoria

Processo: 12/08984-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de julho de 2012 - 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Ana Silvia Couto de Abreu
Beneficiário:Ana Silvia Couto de Abreu
Instituição Sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do discurso  Discurso  Interpretação  Autoria  Educação  Publicações de divulgação científica  Produção científica  Livros 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Autoria | Discurso | interpretação | Políticas de autoria | rede | Análise de Discurso / Educação

Resumo

Autoria, movimento de sentidos, movimento de significantes marcado na e pela história, um movimento que nos toma, na ousadia de um percurso de produção, cujo resultado nos é desconhecido de antemão, mas que significa, como nos lembra Duras. Nesse sentido, a autoria constitui-se em um processo de arriscar-se, constitui-se em um processo de interpretação, na perspectiva pecheuxtiana, ao implicar uma tomada de posição, uma afirmação de filiações. Entendemos, a partir de uma posição discursiva, que esse processo de autoria é marcado por condições de produção, que se constituem enquanto determinações de diversas ordens. E um embate discursivo, e, portanto, político, se instaura na busca pela estabilização de certos sentidos. Situamos, assim, os artigos ora apresentados neste livro no campo dos estudos sobre políticas de autoria, as quais se desdobram em, são compostas por gestos, programas, projetos, enfim, discursos produzidos em instituições ou marcados por elas; de tal modo que uma política de autoria que se estabelece no âmbito educacional não é desvencilhada, pelo menos totalmente, de uma política de autoria pretendida por ministérios como o da Cultura e o da Educação, minimamente porque há discursos que circulam e causam seus efeitos. Apresentamos, nos capítulos 1 a 5, resultados parciais de nossa pesquisa Políticas públicas de autoria no Brasil - uma análise discursiva (FAPESP 2010\52454-7), com artigos que tratam das condições de produção no espaço digital, dos movimentos que vêm ocorrendo em direção a um maior equilíbrio entre proteção ao autor e possibilidades de acesso da sociedade a bens culturais, das condições de reprografia de obras e seus efeitos no âmbito educacional, das questões relacionadas a uma política linguística no Brasil. Nos capítulos 6 a 11, trazemos nosso olhar para a política de autoria no Brasil, tendo como foco, de maneira mais estreita, a formação docente. Em uma perspectiva discursiva, procuramos compreender dimensões do processo de autoria no campo educacional, pautando-nos em conceitos como filiação, autoria, interdisciplinaridade, arquivo e tecnologia. Com exceção dos textos "Sujeitos, entre travas e deslizes" e "Alguns princípios do trabalho interdisciplinar", os demais circulam no espaço digital, na forma de anais de eventos ou periódicos online, nem sempre de fácil acesso, dadas as peculiaridades do processo de indexação. Apresentá-los enquanto um livro traz como efeito novas condições de interpretação, ao mesmo tempo em que possibilita a circulação de sentidos por outros espaços, na busca por alcançar outros leitores, em especial, os envolvidos com a Escola Básica, configurando-se esse nosso gesto enquanto um efeito político de marcar um posicionamento no âmbito do trabalho com linguagem e educação, pelos temas abordados na perspectiva discursiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)