Busca avançada
Ano de início
Entree

A revista no Brasil, o século XIX: a formação do leitor e do brasileiro

Resumo

Este estudo investiga e analisa as publicações periódicas brasileiras criadas no século XIX e realiza um resgate histórico e panorâmico da trajetória da criação jornalística em revistas, do nascimento da imprensa no país até a virada para o século XX. Elaborado como uma grande reportagem, o trabalho acompanha o desenvolvimento histórico das revistas no século em que trilhamos os primeiros passos de vida independente e busca entender o processo de formação do público leitor e o papel que o jornalismo e em particular as revistas desempenhou na discussão dos caminhos que o país queria trilhar. Em sete capítulos, a pesquisa se detém em alguns periódicos que foram marcos no aprimoramento de redatores, impressores, caricaturistas, diagramadores. As primeiras revistas, saídas da Impressão Régia, criada em 1808; a chegada dos impressores contratados fora ou que vinham para o Brasil "fazer a América"; os primeiros desenhistas e ilustradores; a entrada das mulheres nas redações; a contribuição dos livreiros; o auge das semanais ilustradas no período de estabilidade do Segundo Império e a discussão e os debates promovidos por elas em tomo da desgastante Guerra do Paraguai, da libertação dos escravos ou do final do Império e da implantação da república, são os conteúdos desses capítulos que contam a trajetória das revistas brasileiras no século XIX. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)