Busca avançada
Ano de início
Entree

A via linfática abdominal pré e pós-abdominoplastia: análise por linfocintilografia

Processo: 11/50374-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Fabio Xerfan Nahas
Beneficiário:Fabio Xerfan Nahas
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema linfático  Abdominoplastia  Parede abdominal  Linfocintilografia 

Resumo

Atualmente, a abdominoplastia é a terceira cirurgia plástica mais realizada no Brasil. Complicações pós-operatórias como seroma são comuns e ocorrem após grandes descolamentos teciduais, provocando lesões nos vasos linfáticos. A linfocintilografia é um exame que permite o estudo da drenagem linfática, a visualização dos vasos linfáticos e linfonodos, de urna maneira segura, eficaz e com baixo custo. É considerada o padrão-ouro, para diagnóstico de doenças e alterações linfáticas, nos dias atuais. Diante da ausência de estudos sobre o comportamento do sistema linfático após cirurgias como a abdominoplastia, fica o questionamento sobre qual o trajeto deste líquido até os linfonodos correspondentes e se existem diferentes padrões de drenagem linfática no abdome. Objetivo: Avaliar a via linfática abdominal e o padrão de drenagem após a abdominoplastia. Materiais e Métodos: Serão selecionadas 20 pacientes do gênero feminino, provenientes do Ambulatório do Setor de Parede Abdominal do Hospital São Paulo-UNIFESP. Critério de inclusão: pacientes entre 25 e 55 anos e que apresentarem deformidades tipo III e tipo B de Nahas. Critérios de exclusão: pacientes que apresentarem cicatriz na região abdominal, exceto Pfannenstiel, histórico de cirurgias abdominais prévias, pacientes que desejarem submeter-se às cirurgias associadas, pacientes que apresentarem alterações cutâneas locais, doenças sistêmicas e que relatarem uso de álcool, fumo e drogas. Os exames de linfocintilografia serão realizados no pré-operatório, vinte dias e seis meses após a cirurgia. O material utilizado será o radiofármaco Dextran500-99Tc, com injeção intradérmica de 2mCi (72 MBq) em 0,1 à 0,2 ml de solução. O local anatômico para a injeção será a região abdominal infra-umbilical. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)