Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade organoléptica e conservação frigorificada de frutos de tangerinas em relação à aplicação de ceras de uso em pós-colheita

Resumo

O desenvolvimento de técnicas adequadas de pós-colheita é fundamental para a inserção de frutos de citros, produzidos no Brasil, com alta qualidade e competitividade nos importantes mercados mundiais de frutas frescas e, também no mercado interno. As técnicas aplicadas no processo de pós-colheita devem agregar aos produtos diferenciais de qualidade que por meio de procedimentos de certificação exigidos atualmente, irão assegurar a confiança destes mercados. O desenvolvimento de produtos que atendam as exigências impostas pelos mercados consumidores seja interno ou externo requer a aplicação de tecnologias que proporcionem a manutenção da qualidade dos frutos sem alterações no metabolismo e na fisiologia. Dentre as áreas tecnológicas que podem ser aplicadas na pós-colheita de citros, tal como o desenvolvimento de novas formulações de ceras, torna-se necessária a avaliação de parâmetros relacionados com a espessura da casca, a formação de gases internos, o brilho, a resistência da película, entre outros, através da utilização de metodologias adequadas que possam conduzir a resultados altamente confiáveis.O presente trabalho tem por objetivo o desenvolvimento de novas formulações de ceras adequadas às exigências da Produção Integrada de Frutas (PIF - Citros), visando à manutenção da qualidade dos frutos de citros com alto potencial comercial. Estas novas formulações de ceras deverão estar adequadas às variedades de citros em estudo e às condições locais de produção no Estado de São Paulo e demais regiões brasileiras, permitindo a obtenção de frutos com boa aparência e mínima alteração de sabor. O desenvolvimento desses novos produtos (formulações) exige um estudo fisiológico detalhado e abrangente que permita a disponibilidade de produtos de uso altamente confiáveis, e que não interfira nas propriedades físico-químicas dos frutos no decorrer da comercialização. Para isso há necessidade de se avaliar alguns parâmetros físico-químicos que possam de alguma forma, interferir na qualidade organoléptica e na aparência dos frutos. Serão avaliadas duas cultivares de tangerina: Ponkan e Decopon. Os principais parâmetros a serem analisados, para comprovar a eficiência das novas formulações de ceras, serão: textura, coloração da casca, acidez total, sólidos solúveis, Brix, ratio, brilho, alcoóis, perda de massa e qualidade interna dos frutos por RMN. Será avaliado também o código genético segundo a região de produção das cultivares em estudo. Os resultados obtidos serão avaliados segundo o delineamento experimental, fatorial com blocos ao acaso, e analisado pelo pacote estatístico Statgraphics. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)