Busca avançada
Ano de início
Entree

Núcleo de documentação e informação em saúde coletiva Biblioteca do Instituto de Saúde

Resumo

Apresentação: O Instituto de Saúde (IS) foi criado em 1969, na Reforma Administrativa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES), que entendeu que era indispensável a existência de um órgão capaz de fomentar ideias e complementar o trabalho desenvolvido pela SES. Ao IS cabe desenvolver pesquisas na área de Saúde Coletiva, gerando subsídios para as políticas traçadas pela SES. Tem como atribuições analisar questões gerais da Saúde Coletiva, em especial, as necessidades de saúde da população e seus determinantes, orientar a execução de ações que permitam elevar a qualidade de serviços, e contribuir para a formação de recursos humanos nas áreas de serviços de Saúde e de pesquisa em Saúde Coletiva. Cabe também propor políticas de preservação da Memória da Saúde. O IS possui profissionais de diferentes formações acadêmicas, visto a produção se referir à área de Saúde Coletiva de natureza interdisciplinar. Possui os seguintes Núcleos de Investigação: Cidadania e Saúde Mental, Educação em Saúde, Estudos em Epidemiologia, Gestão Estratégica em Políticas Públicas, Nutrição, Saúde da Mulher e da Criança, Sistemas e Serviços de Saúde, e Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. Ao longo do tempo, diferentes serviços da SES foram incorporados ao IS. Esse fato fez com que o IS se tornasse depositário de expressivo patrimônio documental da SES. Em 1999 foi criado um Núcleo de Investigação da Memória da Saúde, que tem por objetivos realizar pesquisas na área de História da Saúde, propor ações voltadas para a preservação e viabilização de acesso ao patrimônio documental. Desde de 2004 tem realizado Seminários Internacionais sobre Memória e Saúde. Trabalham no IS 42 pesquisadores e técnicos; 16 funcionários da carreira de apoio à pesquisa científica e tecnológica e 35 na área administrativa, totalizando 93 servidores; além de pesquisadores temporários vinculados aos diferentes projetos desenvolvidos pelos Núcleos. A Instituição conta com 2 pós-doutores, 25 doutores, 17 mestres, 05 especialistas, 15 graduados em curso superior (total 64). Tem projetos financiados por instituições e entidades nacionais e estrangeiras. O IS atua de forma sistemática na formação de profissionais na Área de Saúde. Coordena o Programa de Aprimoramento Profissional da FUNDAP/IS; possui uma Pós-Graduação (mestrado strito-senso), vinculada à Coordenadoria de Controle de Doenças (SES), e ministra diversos cursos de formação contínua para profissionais na Área de Saúde. Possui uma Biblioteca que promove o acesso e a utilização da informação como apoio ao ensino, à pesquisa e à prestação de serviços à comunidade na área de Saúde Coletiva. O acervo é constituído por livros, separatas, teses, folhetos, relatórios de pesquisas, anais de eventos, manuais e material áudio visual da área da Saúde Coletiva. Esse acervo compõe a Base de Dados MONOGR, atualmente com cerca de 10.000 títulos. Além disso, tem cerca de 500 títulos de periódicos não correntes que estão na Base de dados PERIOD, ambos no Programa MicroIsis. Justificativa: Em agosto de 2005, o IS sob nova direção iniciou um processo de reorganização administrativa, na qual está previsto um papel de destaque para as áreas de Ensino e de Preservação da Memória, tendo sido inclusive incorporado à administração do IS, o Museu da Saúde Pública Emílio Ribas da SES. Para otimizar a atuação dos pesquisadores da Instituição, bem como o potencial da área de Ensino, em suas diversas modalidades, torna-se imprescindível a ampliação e atualização do acervo da Biblioteca, sobretudo no que diz respeito à área de História e Ensino. Deve ser destacado que a Biblioteca mereceu por duas vezes dotação da FAPESP para ampliação do acervo, o que contribuiu de forma significativa para sua atualização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)