Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecimento do domínio apical do placóide do cristalino durante a embriogênese ocular

Processo: 11/01575-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Chao Yun Irene Yan
Beneficiário:Chao Yun Irene Yan
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia do desenvolvimento 

Resumo

Dados anteriores do nosso laboratório mostram que filamentos de actina/miosina estão presentes de modo homogêneo ao longo do eixo apico-basal das células do ectoderme pré-cristalino e com a formação do placóide, estas células acumulam actina/miosina na porção apical. Para que filamentos de actina/miosina possam se concentrar na porção apical do cristalino durante a transição ectoderme/placóide, portanto, as células do ectoderme pré-cristalino devem interpretar corretamente a sinalização que define os pólos basal e apical. Sabe-se que proteinas PAR estão envolvidas em vários eventos de polarização celular e que a ação destes requer a ativação da GTPase CDC42. Além disto, também foi demonstrado que a proteína de acoplamento Shroom3 é necessária para que a concentração apical de filamentos de actina/miosina, mas Shroom3, em si, não é suficiente para definir o eixo apico-basal celular. Neste projeto iremos investigar se as proteínas PAR3, PAR6 e Cdc42 estão envolvidas na definição do domínio apical das células durante a transição ectoderme/placóide do cristalino, servindo como sinalização a montante de Shroom3/Rock para o correto posicionamento de actina/miosina na porção apical do placóide, e desta forma, estabelecer a hierarquia na sinalização que leva à morfogênese do cristalino. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)