Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica do alcance manual em lactentes com Síndrome de Down de 4 a 6 meses de idade

Resumo

Os movimentos de alcance e apreensão manual são modulados pela informação especificada pelas affordances, ou seja, pela relação entre as capacidades do organismo do lactente e o que o ambiente oferece como possibilidade de ação, o que ilustra uma reciprocidade percepção-ação. Precocemente no desenvolvimento motor, lactentes típicos são capazes de detectar as propriedades dos objetos e selecionar movimentos adaptativos de alcance e apreensão. Entretanto, são escassos os estudos acerca da evolução dos movimentos de alcance e apreensão em lactentes com Síndrome de Down (SD), os quais apresentam propriedades orgânicas diferenciadas, frente a diferentes condições do ambiente. Diante do exposto, o objetivo do presente estudo é caracterizar evolutivamente a dinâmica do alcance manual de lactentes com SD, verificando o efeito da idade, do nível de habilidade motora e das propriedades de tamanho e rigidez dos objetos nos movimentos de alcance e apreensão dos objetos. Participarão do estudo 10 lactentes com diagnóstico de SD e 10 lactentes típicos na faixa etária de 4 a 6 meses. Os lactentes serão avaliados mensalmente aos 4, 5 e 6 meses de idade. Em estado de alerta, serão posicionados nas posturas supino, prono, sentado e em pé para avaliação de seu desempenho motor segundo a Alberta Infant Motor Scale (AIMS). O desempenho será pontuado de acordo com as posturas e componentes de movimentos adotados, considerando-se critérios de superfície de contato, postura e movimentos antigravitacionais. Em seguida, os lactentes serão posicionados em uma cadeira infantil reclinada a 50º e serão apresentados quatro objetos: um rígido grande (RG), um rígido pequeno (RP), um maleável grande (MG) e um maleável pequeno (MP), por um período de um minuto cada. Os movimentos de alcance serão filmados por três câmeras digitais e as imagens serão reconstruídas tridimensionalmente. Serão analisadas as variáveis quantitativas - índice de retidão, velocidade média, unidades de movimento e tempo de ajustes e qualitativas - ajustes proximais e distais, preferência manual e apreensão do objeto. Considera-se que caracterizar a relação entre as propriedades orgânicas presentes na SD e as condições ambientais será importante para compreender a complexa organização do sistema percepto-motor de lactentes com SD e para subsidiar ações terapêuticas precoces. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CICUTO, NELCI ADRIANA; ROCHA, FERREIRA; DE CAMPOS, ANA CAROLINA; DOS SANTOS SILVA, FERNANDA PEREIRA; TUDELLA, ELOISA. Adaptive actions of young infants in the task of reaching for objects. DEVELOPMENTAL PSYCHOBIOLOGY, v. 55, n. 3, p. 275-282, APR 2013. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.