Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da flutuação hormonal feminina na força máxima de mordida e eficiência mastigatória: comparação entre indivíduos com e sem desordens temporomandibulares

Processo: 08/03106-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Renata Cunha Matheus Rodrigues Garcia
Beneficiário:Renata Cunha Matheus Rodrigues Garcia
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese dentária  Força de mordida  Hormônios esteroides gonadais  Desordens craniomandibulares  Mulheres  Reprodução 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Desordens temporomandibulares | Eficiência mastigatória | Força de mordida | Hormônios reprodutivos | Prótese dental

Resumo

As sobrecargas oclusais geradas pela força de mordida podem levar ao desenvolvimento de desordens temporomandibulares (DTMs), especialmente nas mulheres durante a fase reprodutiva. O objetivo do presente trabalho é avaliar a influência das flutuações hormonais ocorridas durante o ciclo menstrual feminino, sobre a força máxima de mordida e eficiência mastigatória de portadoras de DTMs. Serão selecionadas sessenta voluntárias de acordo com os critérios de inclusão e exclusão, que a seguir serão divididas em quatro grupos de quinze: (grupo 1) portadoras de DTM e que fazem uso de contraceptivos orais; (grupo 2) portadoras de DTM e que não utilizam contraceptivos orais; (grupo 3) voluntárias sem DTM que usam contraceptivos orais; e (grupo 4) voluntárias que não apresentam DTM e também não utilizam contraceptivos orais (controle). O diagnóstico de DTM será feito por meio da aplicação do sistema de diagnóstico Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), sendo selecionadas as voluntárias que apresentarem DTM de origem articular sem sintomatologia dolorosa. A avaliação da força de mordida será realizada por meio de sensores acoplados a equipamento com amplificador. A força de mordida será avaliada de forma uni e bilateral na região dos dentes molares, solicitando a voluntária que oclua com máxima força durante setes segundos, e permitido um intervalo de cinco minutos entre as mensurações. A eficiência mastigatória será avaliada pela mastigação de alimento artificial, utilizando o sistema de peneiras acopladas a um vibrador. A força máxima de mordida e a eficiência mastigatória serão mensuradas em todas as fases do ciclo menstrual feminino, identificadas por meio de utilização de um teste de ovulação, durante o período de três meses, sendo que três ciclos menstruais completos deverão ser analisados. Os resultados coletados serão primeiramente submetidos a uma análise exploratória dos dados e posteriormente serão aplicados os testes estatísticos adequados. Espera-se encontrar relação entre as flutuações hormonais do ciclo menstrual e a força máxima de mordida e eficiência mastigatória em mulheres portadoras de DTM. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JONAS ALVES DE OLIVEIRA; THAÍS MARQUES SIMEK VEGA GONÇALVES; LARISSA SOARES REIS VILANOVA; GLAUCIA MARIA BOVI AMBROSANO; RENATA CUNHA M. RODRIGUES GARCIA. Flutuação hormonal feminina e o movimento mastigatório de pacientes com deslocamento de disco. Rev. odonto ciênc. (Online), v. 27, n. 1, p. 20-25, . (08/03106-6)
SIMEK VEGA GONCALVES, THAIS MARQUES; SANCHEZ-AYALA, ALFONSO; BOVI AMBROSANO, GLAUCIA MARIA; MATHEUS RODRIGUES GARCIA, RENATA CUNHA. Female Hormonal Fluctuation and Masticatory Function in Patients with Disc Displacement-A Case-Control Study. International Journal of Prosthodontics, v. 24, n. 4, p. 320-327, . (08/03106-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.