Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento fisico aerobio sobre a homeostasia glicemica em camundongos: papel da proteina ativada por amp (ampk).

Processo: 09/52904-5
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2009 - 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Fabiana de Sant'Anna Evangelista
Beneficiário:Fabiana de Sant'Anna Evangelista
Instituição Sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus  Dieta hipercalórica  Intolerância a glicose  Treinamento aeróbio  Proteínas quinases ativadas por AMP 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ampk | Diabetes | Dieta Hipercalorica | Intolerancia A Glicose | Treinamento Fisico Aerobio

Resumo

Nos tempos atuais, o treinamento físico aeróbio associado com hábitos alimentares adequados tem sido amplamente utilizado para a prevenção e o tratamento da intolerância à glicose e o diabetes tipo 2. A melhora do perfil glicêmico associado ao treinamento físico está diretamente relacionada com as mudanças na sensibilidade da via insulínica, mas também às mudanças na via de sinalização intracelular independente da insulina modulada pela proteína quinase ativada por AMP (AMPK), a qual atua nas vias de captação de glicose e oxidação de ácidos graxos contribuindo para o estabelecimento de homeostasia glicêmica. Embora a literatura tenha relatado associação entre a melhora do perfil glicêmico em indivíduos diabéticos treinados e a atividade da AMPK, pouco se sabe o quanto o exercício físico seria capaz de proteger um indivíduo do desenvolvimento de intolerância à glicose, mesmo quando exposto à dieta hipercalórica, e o quanto a atividade da AMPK estaria contribuindo para essa resposta. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é testar a hipótese de que camundongos submetidos ao treinamento físico aeróbio em esteira são resistentes ao desenvolvimento de intolerância à glicose induzida por dieta hipercalórica, e que essa resposta pode estar associada à atividade da AMPK. Pretendemos com esse trabalho, investigar possíveis mecanismos celulares protetores acionados pelo treinamento físico que poderiam contribuir para a manutenção da homeostasia glicêmica mesmo na presença de dieta hipercalórica, contribuindo para a valorização do treinamento físico como uma ferramenta potencial e necessária para a promoção de saúde. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HIGA, T. S.; BERGAMO, F. C.; MAZZUCATTO, F.; FONSECA-ALANIZ, M. H.; EVANGELISTA, F. S.. Physical training prevents body weight gain but does not modify adipose tissue gene expression. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 45, n. 10, p. 988-994, . (09/52904-5)
MAZZUCATTO, FLAVIO; HIGA, TALITA S.; FONSECA-ALANIZ, MIRIAM H.; EVANGELISTA, FABIANA S.. Reversal of metabolic adaptations induced by physical training after two weeks of physical detraining. INTERNATIONAL JOURNAL OF CLINICAL AND EXPERIMENTAL MEDICINE, v. 7, n. 8, p. 2000-2008, . (09/52904-5)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.