Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de alterações hemodinâmicas, inflamatórias e da microcirculação em modelo experimental de choque séptico em suínos submetidos a tratamento com dexmedetomidina

Resumo

Sedação e analgesia são componentes fundamentais no tratamento de pacientes críticos e sua utilização em unidades intensivas (UTI) e semi-intensivas é crescente. No paciente grave, busca-se garantir ao indivíduo o maior conforto possível, minimizando a dor e a resposta de estresse que pode levar a alterações na função endócrina, hipermetabotismo, atividade simpática aumentada com incremento significante na freqüência cardíaca e consumo de oxigênio pelo miocárdio, aumento da frequência respiratória, hipoxemia, alterações da motilidade gastrointestinal, função renal prejudicada e alterações na viscosidade do sangue, tempo de coagulação e agregação plaquetária, além de resposta imune diminuída e período de recuperação prolongado. Muitos estudos dizem respeito à ação analgésica e sedativa confrontada com efeitos nos sistemas cardiovascular, renal e respiratório, mas a literatura carece de informações a respeito de sua repercussão no sistema imunológico em estados patológicos específicos, que frequentemente acometem os pacientes de unidades intensivas, como sepse e choque hemorrágico, bem como na microcirculação periférica de tais pacientes. O presente estudo objetiva avaliar a resposta hemodinâmica, através de monitoração invasiva de parâmetros hemodinâmicos, e inflamatória, por meio da dosagem sérica de TNFa, IL1b, IL6 e IL10, de porcos anestesiados submetidos a endotoxemia e tratados com dexmedetomidida. Visa, ainda, avaliar as alterações na microcirculação periférica por meio de videomicroscopia por imagem espectral de... (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)