Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação entre ventilação mecânica convencional protetora e ventilação oscilatória de alta frequência, associadas ao NOi, quanto aos efeitos sobre oxigenação, lesão histológica e dano oxidativo pulmonar, em modelo de SDRA induzida em coelhos

Resumo

A síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) está associada com alta taxa de mortalidade apesar do melhor entendimento de sua fisiopatologia e de recentes avanços terapêuticos. A ventilação pulmonar mecânica (VM) constitui um dos pilares do tratamento da SDRA, sendo capaz de modificar a evolução da doença. Há dois métodos ventilatórios de proteção pulmonar utilizados na SDRA, a ventilação convencional (VMC) e a ventilação oscilatória de alta frequência (VAF). Outra terapêutica adjuvante importante é o óxido nítrico inalatório (NOi). O NOi é um vasodilatador pulmonar de áreas bem ventiladas que reduz o shunt intrapulmonar e melhora a oxigenação. No começo da década de 90, os efeitos benéficos do NOi sobre a oxigenação e hipertensão pulmonar foram descritos em adultos e crianças com SDRA. Posteriormente, muitos estudos enquanto confirmaram estes efeitos, não foram capazes de demonstrar resposta sustentada da terapia com NOi. Por outro lado, estudo randomizado e placebo controlado demonstrou que o NOi determinou melhora sustentada em crianças com índice de oxigenação acima de 25 (mais graves) e naquelas imunocomprometidas. Os autores explicaram que o NOi não mostrou melhora sustentada em todos os pacientes, pois os mesmos foram introduzidos no estudo em fases tardias da doença. Seguindo a idéia de que a administração precoce poderia ser mais benéfica, nosso grupo publicou, em 2001, protocolo de introdução precoce de NOi, associado a terapia convencional em crianças com SDRA. Demonstramos melhora aguda e sustentada de índices de oxigenação, utilizando o NOi tão precocemente quanto 12 horas depois do diagnóstico da síndrome, reforçando a idéia de que a administração precoce é mais eficaz. Em 2004, publicamos estudo comparando dois grupos de crianças com SDRA, um grupo que recebeu precocemente NOi (1,5 horas depois do diagnóstico) associado a terapia convencional e outro que recebeu apenas terapia convencional. Demonstramos melhora imediata da relação PaO2/FiO2 e do índice de oxigenação. O tratamento prolongado também se associou à melhora da oxigenação, tanto que a FiO2 e o pico de pressão inspiratória puderam ser rápida e significantemente reduzidos. A taxa de mortalidade dos pacientes do grupo NOi foi significantemente mais baixa. Concluímos que o tratamento precoce com o NOi causa melhora aguda e sustentada da oxigenação, com redução mais precoce de parâmetros ventilatórios que estão associados com alto risco de lesão pulmonar induzida pela VM e toxicidade pelo oxigênio. Estes fatos poderiam ter contribuído para reduzir a mortalidade em crianças com SDRA. Atualmente, sabe-se que a exposição precoce ao NOi determina redução da infiltração leucocitária pulmonar e menor lesão oxidativa. Também, a resposta ao NOi é melhor quando os alvéolos estão otimamente recrutados, como é conseguido quando se emprega VAF. Nossa hipótese é que a somatória de efeitos benéficos da VAF e do NOi determina melhora mais acentuada da oxigenação, leva a menos lesão histopatológica e atenua a lesão pulmonar oxidativa quando comparada com VAF isolada e com VM convencional protetora associada ao gás. Métodos: Cinquenta animais serão instrumentados e aleatoriamente escolhidos para formar cinco grupos: 1) Animais sadios instrumentados submetidos à VM (controle – GC; n=10); 2) Animais com SDRA submetidos à VM protetora (GVM; n=10); 3) Animais com SRDA submetidos à VM protetora associada NOi (GVM-NO; n=10); 4) Animais com SDRA submetidos a VAF (GVAF; n=10); 5) Animais com SDRA submetidos a VAF associada ao NOi (GVAF-NO; n=10). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FIORETTO, JOSE R.; CAMPOS, FABIO J.; RONCHI, CARLOS F.; FERREIRA, ANA L. A.; KUROKAWA, CILMERY S.; CARPI, MARIO F.; MORAES, MARCOS A.; BONATTO, ROSSANO C.; DEFAVERI, JULIO; YEUM, KYUNG-JIN. Effects of Inhaled Nitric Oxide on Oxidative Stress and Histopathological and Inflammatory Lung Injury in a Saline-Lavaged Rabbit Model of Acute Lung Injury. Respiratory Care, v. 57, n. 2, p. 273-281, FEB 2012. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.