Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabricação de pelotas de manganês auto-redutoras

Processo: 01/08327-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2001 - 31 de outubro de 2005
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Ricardo Silveira Braga
Beneficiário:Ricardo Silveira Braga
Empresa:Agronutri Indústria e Comércio Ltda. - ME
Município: Itapeva
Assunto(s):Manganês 

Resumo

O trabalho consiste na fabricação, caracterização e redução de pelotas auto-redutoras de minério de manganês, utilizando um aglomerante alternativo que permite a cura da pelota a frio. Inicialmente, o aglomerante a ser utilizado é um resíduo industrial sem aplicação tecnológica, que se apresenta como um problema ambiental para seu produtor. Esse resíduo é o pó do sistema de despoeiramento dos fornos elétricos de redução que apresenta compostos que, ao reagir em presença da água, permitem a formação de compostos hidratados sólidos que servem como elemento de união entre os cristais de minério e redutor, gerando uma pelota resistente ao manuseio a frio e a quente. Em seguida, esse aglomerante será sintetizado, de forma a apresentar as mesmas características aglomerantes do pó do despoeiramento. Essa produção artificial será feita a partir da identificação dos mecanismos que causam a aglomeração a frio. Nesta fase também será estudado o comportamento da pelota, com a variação dos teores de CaO e SiO2 e K2O do mesmo (ligações tricálcicas, pozolânicas e cristalizadas). Essas variações serão obtidas pela mistura apropriada do aglomerante, de cimento portland, de cimento de alumina, de microssílica e de cinzas ativadas, entre outros. Serão produzidos lotes de 50 toneladas, reduzidos em fornos elétricos e em fornos rotativos para produção de monóxido de manganês e ferro manganês alto carbono. Com isso, será feito um estudo analítico do mecanismo da redução que, a partir de resultados anteriores, pode modificar sensivelmente o entendimento do processo. Esses resultados permitirão modificar completamente os processos de fabricação de monóxido de manganês e de ferro, ligas à base de manganês, com redução no custo de fabricação estimada conservadoramente em até 35%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)