Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ação da erva mate (Ilex paraguariensis) na redução do estresse oxidativo e na modulação da expressão de genes envolvidos na produção de enzimas antioxidantes e na transcrição de genes relacionados à resposta inflamatória

Resumo

Nos organismos aeróbicos os processos celulares de transferência de elétrons, que envolvem o oxigênio molecular, podem produzir espécies reativas de oxigênio. Estes são responsáveis por causar danos oxidativos os quais podem levar ao desenvolvimento de neoplasias, aterosclerose e diabetes, por exemplo. Diversos estudos indicam que a suplementação com vitaminas antioxidantes e/ou produtos de origem vegetal podem, tanto em animais de experimentação como em seres humanos, reduzir os danos causados pelo estresse oxidativo. Dentre os produtos de origem vegetal, destaca-se a erva mate (Ilex paraguariensis). Sabe-se que o consumo de bebidas a base de erva-mate remonta de centenas de anos, e sua utilização na medicina popular e por herboristas é recomendada para artrite, dor de cabeça, constipação, reumatismo, hemorróidas, obesidade, fadiga, retenção de líquido, hipertensão, digestão lenta e desordens hepáticas. Adicionalmente, alguns trabalhos mostram que os compostos detectados na erva mate possuem uma série de funções biológicas, tais como: ação antioxidante; antiinflamatória; imunomodulatória e anticancerígena. Atualmente a obesidade é um problema emergente de saúde pública, aumentado o risco de desenvolvimento de diversas doenças tais como o câncer, diabetes e doenças cardíacas. Sabe-se que o aumento da adiposidade contribui no processo inflamatório, gerando radicais livres de oxigênio que levam a danos celulares e oxidativos ao DNA. Sugere-se, pois, que a ingestão de erva mate poderia modular tanto a expressão de genes relacionados à produção de enzimas antioxidantes quanto à transcrição de genes relacionados à resposta inflamatória. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivos avaliar, em ratos obesos, a ação do extrato aquoso de erva mate (Ilex paraguariensis) na redução do estresse oxidativo e na modulação da expressão de genes envolvidos tanto na produção de enzimas antioxidantes quanto relacionados à resposta inflamatória. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARCARI, DEMETRIUS P.; BARTCHEWSKY, WALDEMAR; DOS SANTOS, TANILA W.; OLIVEIRA, KARIM A.; FUNCK, ALEXANDRE; PEDRAZZOLI, JOSE; DE SOUZA, MARINA F. F.; SAAD, MARIO J.; BASTOS, DEBORAH H. M.; GAMBERO, ALESSANDRA; et al. Antiobesity Effects of yerba mate Extract (Ilex paraguariensis) in High-fat Diet-induced Obese Mice. OBESITY, v. 17, n. 12, p. 2127-2133, . (06/61797-0)
ARCARI, DEMETRIUS P.; BARTCHEWSKY, JR., WALDEMAR; DOS SANTOS, TANILA W.; OLIVEIRA, KARIM A.; DEOLIVEIRA, CARLORINE C.; GOTARDO, ERICA M.; PEDRAZZOLI, JR., JOSE; GAMBERO, ALESSANDRA; FERRAZ, LUCIO F. C.; CARVALHO, PATRICIA DE O.; et al. Anti-inflammatory effects of yerba mate extract (Ilex paraguariensis) ameliorate insulin resistance in mice with high fat diet-induced obesity. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 335, n. 2, p. 110-115, . (06/61797-0)
MIRANDA‚ D.D.C.; ARÇARI‚ D.P.; PEDRAZZOLI JR‚ J.; CARVALHO‚ P.O.; CERUTTI‚ S.M.; BASTOS‚ D.H.M.; RIBEIRO‚ M.L.. Protective effects of mate tea (Ilex paraguariensis) on H2O2-induced DNA damage and DNA repair in mice. MUTAGENESIS, v. 23, n. 4, p. 261-265, . (06/61797-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.