Busca avançada
Ano de início
Entree

Conservação pós-colheita de tomates "Débora" através do uso de produtos não convencionais

Resumo

Apesar do tomate ser um dos produtos hortícolas mais consumido no Brasil, ainda há carência de informações sobre a sua conservação pós-colheita. O objetivo deste trabalho é o estudar o uso isolado ou combinado de embalagens e tratamentos protetores não convencionais na qualidade, vida útil e controle de podridão em tomates Débora. Os tomates serão tratados, por imersão durante 5 minutos, com água a 49 +-2ºC; extrato térmico de semente sucupira 1:3 (p/v); mistura térmica de óleo e água destilada (1:2); e água destilada. Após os tratamentos, os tomates serão secos, acondicionados, em grupos de 4 a 5 frutos, em bandejas de polietileno tereftalato, revestidas externamente com filme plástico de PVC esticável e auto aderente de m de espessura e armazenados, respectivamente, à 1ºC, com 90 a 95% UR, em câmara fria, e à temperatura ambiente. Os frutos de cada tratamento serão avaliados quanto à perda de massa fresca, respiração, aparência, podridão, acidez titulável, sólidos solúveis, pH, vitamina C, açúcares solúveis e características sensoriais da polpa (sabor, aroma, cor, textura, impressão global). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)