Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento da aplicação de argilas nacionais para obtenção de nanocompósitos poliméricos segundo processo coloidal

Processo: 06/60845-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2008 - 31 de outubro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Minas - Pesquisa Mineral
Pesquisador responsável:Kleberson Ricardo de Oliveira Pereira
Beneficiário:Kleberson Ricardo de Oliveira Pereira
Empresa:Orbys Desenvolvimento de Tecnologia de Materiais Ltda
Município: São Paulo
Assunto(s):Argilas  Materiais nanoestruturados  Nanocompósitos 

Resumo

A Orbys vem desenvolvendo uma série de produtos industriais nanocompósitos e respectivos processos de produção baseados em dispersão aquosa de látices poliméricos e argila esfoliada não modificada do tipo montmorilonita. O processo, aqui denominado de Tecnologia Orbys, já se mostrou viável para a obtenção de nanocompósitos de borracha natural e látices sintéticos, como borracha nitríca e resinas epóxi. No entanto, a tecnologia é limitada pelo grau de esfoliamento da argila. Argilominerais da família das esmectitas, tais como a montmorilonita ou bentonita sódica, apresentam elevada capacidade de absorção de água e inchamento, o que pode levar a elevados graus de esfoliação em meio aquoso. Este é, portanto, o tipo de argila com maior potencial para as aplicações desenvolvidas pela Orbys. O Brasil, apesar da grande reserva de bentonitas, não vem explorando argilas para a produção de nanocompósitos. Além disso, as jazidas brasileiras produzem essencialmente bentonitas cálcicas, as quais possuem baixo grau de inchamento e esfoliação. No entanto, por meio de um processo conhecido industrialmente como processo de ativação, é possível transformar bentonitas cálcicas em sódicas, elevando sua capacidade de adsorção de água. Tendo em vista as potencialidades apresentadas pelos nanocompósitos polímero-argila, este projeto tem como objetivo desenvolver a aplicação de argilas nacionais com potencial para a produção de nanocompósitos obtidos por meio do processo coloidal. A praticidade e economia pelo uso de argilas nacionais fazem com que essa metodologia tenha boa perspectiva de aplicação, contribuindo assim para o desenvolvimento tecnológico e econômico do país. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)