Busca avançada
Ano de início
Entree

Rastro - sistema de gestão e rastreamento para a cadeia logística bovina baseada em tecnologias RFID

Processo: 07/01403-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Arnaldo Ferreira Sima
Beneficiário:Arnaldo Ferreira Sima
Empresa:Sima Comércio e Serviços Ltda
Município: Cajobi
Pesq. associados:Arnaldo Ferreira Sima ; Marcelo Lima de Paiva ; Paulo Henrique Simas
Assunto(s):Carne bovina  Bovinos  Exportação  Sistemas de apoio à decisão  Cadeia de suprimentos  Dispositivo de identificação por radiofrequência 

Resumo

Nos últimos anos o Brasil se firmou como o maior exportador de carnes, gerando empregos no setor. Este mercado, entretanto, criou diversas exigências e barreiras que dificultam a presença ainda mais significativa do Brasil. Dentre elas, o controle e a rastreabilidade da carne e do rebanho talvez seja uma das mais importantes e restritivas. O governo brasileiro implemetou iniciativas para promover a competitividade ao setor, como a criação do SISBOV e o fomento aos certificadores no processo que, entretanto, têm tido sua eficácia questionada pela forma e amplitude da ação, além dos custos impeditivos para a adoção para muitos envolvidos no processo. O projeto RASTRO busca desenvolver um sistema de baixo custo, para a cadeia logística bovina, integrando os registros das etapas desta cadeia, desde a produção, a compra e a armazenagem de insumos, passando pelas etapas de manejo, incluindo o rebanho, pela industrialização da carne, chegando ao varejo. Este processo será baseado na utilização de micro chips de radiofreqüência (RFId) como identificadores, visando à melhoria dos processos de identificação, gestão e controle, agregando segurança e agilidade de acesso às informações pela internet, suportando o rastreamento de toda cadeia logística bovina, solucionando um dos problemas enfrentados pelos exportadores de carne bovina: as exigências de rastreabilidade da cadeia, relacionada com as exigências de segurança alimentar e hábitos de consumo. O Sistema RASTRO possuirá os seguintes módulos: Agrícola, Produção de Insumos, Pecuária e Manejo, Indústria e Varejo, sendo que, em todos os módulos as informações relativas aquele processo serão armazenadas. Este sistema permitirá que o consumidor final acesse todas as informações do processo relacionado com um determinado lote, bastando para isso que digite no site do sistema o número do lote, ou que aproxime o produto de uma estação de leitura RFId. O RASTRO realizará um controle das condições e tempos de estoque para etapa do processo, com o objetivo de resolver problemas de logística e validade, proporcionando redução de perdas e custos, além de melhorias como precisão e segurança nas informações de armazenamento. O RASTRO terá uma arquitetura aberta, baseada na WEB, que operará junto aos sistemas de gestão dos diversos elos da cadeia e ter como características o baixo custo de adoção, envolvendo a instalação e a manutenção, a versatilidade e a facilidade de uso, associadas à segurança e robustez do sistema, além de ser multi-idiomas. Desta forma o sistema deverá ser adotado não somente porque os seus participantes (produtores, fornecedores, industriai e governos) o desejam, mas principalmente porque os consumidores finais o enxergarão como ferramenta importante na hora da compra. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)