Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das propriedades opto-eletroquímicas de dispositivos eletrocrômicos

Processo: 04/09616-5
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2004 - 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Agnieszka Joanna Pawlicka Maule
Beneficiário:Agnieszka Joanna Pawlicka Maule
Instituição Sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Filmes finos  Dispositivos eletrocrômicos  Processo sol-gel  Polímeros naturais  Eletrólitos poliméricos  Condutividade iônica 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Conducao Ionica | Dispositivos Eletrocromicos | Eletrocromismo | Filmes Finos | Polimeros Naturais

Resumo

O presente projeto propõe o estudo das propriedades opto-eletroquímicas dos dispositivos eletrocrômicos com o objetivo de análise da viabilidade destes sistemas em aplicações tecnológicas. O projeto consiste na preparação dos filmes finos e eletrólitos sólidos a base de blendas poliméricas e sua posterior utilização na montagem e caracterização dos dispositivos eletrocrômicos. Dentre dos filmes finos serão obtidos elou ensaiados os filmes de óxido de tungstênio (WO3) e óxido de nióbio (Nb2O5), ambos com propriedades eletrocrômicas; filmes finos de óxido de cério dopado com óxido de titânio (CeO2-TiO2) e óxido de estânio dopado com antimônio (SnO2-Sb205), como contra-eletrodo. Estes filmes serão sintetizados pelo método Sol-Gel e depositados pela técnica dip-coating. Como eletrólitos sólidos serão preparadas as blendas a base de polímeros naturais (amido, derivados de celulose) plastificados com glicerina e glicóis e contendo sais de lítio. Os pequenos dispositivos, com área efetiva em tomo de 4cm2 serão montados utilizando vidros condutores ITO (vidro recoberto com filmes fino transparente de óxido de estânio dopado com óxido de índio) ou FTO (óxido de estânio dopado com flúor). A caracterização destes dispositivos será realizada utilizando-se as técnicas básicas de caracterização tais como: análises eletroquímicas (voltametrias cíclicas, cronoamperometria, impedância) e medidas óticas na região do UV-Vis-NIR. Estas medidas serão efetuadas em função do tempo e do número de ciclos de coloração descoloração com o objetivo de analisar a viabilidade dos diferentes conjuntos de montagem para a eventual aplicação tecnológica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)