Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo imuno-histoquimico do inflamatorio na vilosite placentaria provocada por parasita, fungo e de etiologia desconhecida. estudo comparativo, com analise qualitativa e quantitativa.

Resumo

A vilosite placentária é uma lesão comum que pode ser provocada por agente infeccioso ou por reação imune materna contra os tecidos placentários ou provavelmente por ambos quando à “lesão infecciosa inicial é superposta reação imunológica materna. Os mecanismos de lesão na vilosite por parasitas, por Paracoccidioides brasiliensis e de etiologia desconhecida (VED) são diferentes e permitem estudar a importância tanto dos subtipos de células inflamatórias, como da integridade da barreira trofoblástica e da expressão de citosinas e de moléculas de adesão, na patogênese da vilosite. O objetivo do trabalho é comparar, através de análise qualitativa e quantitativa, o infiltrado mononuclear, os subtipos de linfócitos, a expressão de citosinas e de moléculas de adesão presentes em vilosites de diferentes etiologial (parasita, fúngica e VED) utilizando-se a técnica imuno-histoquímica em secções de parafina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JULIANO‚ PB; BLOTTA‚ M.; ALTEMANI‚ AMA. ICAM-1 is overexpressed by villous trophoblasts in placentitis. Placenta, v. 27, n. 6, p. 750-757, 2006.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.