Busca avançada
Ano de início
Entree

Sutura de episiotoma e rotura perineal de segundo grau: estudo comparativo entre duas tecnicas.

Processo: 01/10489-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2002 - 31 de dezembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Obstétrica
Pesquisador responsável:Maria Luiza Gonzalez Riesco
Beneficiário:Maria Luiza Gonzalez Riesco
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Episiotomia  Períneo  Parto 

Resumo

Trata-se de uma pesquisa exploratória, randomizada, de tipo longitudinal, com abordagem quantitativa, comparando as técnicas de sutura contínua e de pontos separados para episiotomia e rotura de períneo de segundo grau, em puérperas que tiveram a parto normal assistido por enfermeira obstétrica. Os objetivos são identificar o nível de dor perineal referida por puérperas submetidas a sutura de episiotomia ou rotura de períneo de segundo grau; caracterizar o processo de cicatrização tecidual da episiotomia ou rotura de períneo de segundo grau no puerpério; relacionar o grau de dor perineal com a técnica utilizada na sutura da episiotomia ou rotura de períneo; relacionar o processo de cicatrização tecidual da episiotomia ou rotura de períneo com a técnica utilizada na sutura. O local de coleta de dados é o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, com avaliação das condições do períneo no momento do parto, 2 a 4 dias após a alta e 40 dias após o parto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)