Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento fisiologico de vitroplantulas de bananeira (musa sp) frente a interrelacao potassio/nutrientes/di e poliaminas.

Resumo

A bananeira e propagada assexuadamente, sendo que atualmente, o cultivo de suas gemas in vitro constitui uma metodologia de propagação assexuada eficaz, permitindo uma rápida multiplicação em grande escala a partir de um único explante. Desse modo, usando-se essa metodologia pode-se programar a produção de bananeira, facilitando assim a disponibilidade de material vegetal para o plantio. Além disso, mantém a fidelidade dos genótipos selecionados, facilitando a produção e intercâmbio de material livre de vírus e de outros patógenos. A produção comercial de bananeiras micropropagadas está agora estabelecida em muitos países e estima-se que cerca de 15-20 milhões de plantas foram produzidas em 1991 em todo mundo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HUMBERTO ACTIS ZAIDAN; ENIO TIAGO DE OLIVEIRA; LUIZ ANTONIO GALLO; OTTO JESU CROCOMO. COMPORTAMENTO FISIOLÓGICO IN VITRO DE BANANEIRA (Musa sp., AAA e AAB) cvs. NANICA E PRATA ANÃ: INFLUÊNCIA DE DIFERENTES NÍVEIS DE POTÁSSIO. Scientia Agricola, v. 56, n. 2, p. 397-406, 1999.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.