Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de pesquisas sobre baterias de lítio. I - o eletrodo positivo

Resumo

Cada vez mais os equipamentos eletrônicos estão se tornando independentes das redes elétricas e exigindo o suprimento de energia por baterias. Por sua vez, estas precisam ser portáteis e de alta potência e densidade energética. No Brasil, o conhecimento científico e tecnológico sobre baterias de lítio está muito abaixo de outros países. Não existem fabricantes e nem grupos de pesquisas trabalhando no desenvolvimento de tecnologia dessas baterias (não convencionais). No caso, o lítio é intercalado (alojado) nos sítios ativos de matrizes hospedeiras formadas de óxidos metálicos (catodo) ou grafite (anodo). Durante o processe? de carga, átomos de lítio são desintercalados do catodo (dióxido de manganês) e intercalados no anodo (grafite). Na descarga ocorre o inverso. O presente projeto visa o desenvolvimento de pesquisas básico-orientadas sobre os componentes utilizados para a fabricação de baterias secundárias (recarregáveis) de lítio intercalado em catodo de dióxido de manganês e anodo de grafite. Essas baterias, de alta potência e densidade energética, não são prejudiciais ao meio ambiente e possibilitam o aproveitamento das grandes reservas brasileiras de dióxido de manganês (baixo custo). O projeto total (cerca de 6 anos) foi dividido em três partes fundamentais de desenvolvimento do: 1-) catodo, 2-) anodo e 3-) eletrólito. A primeira parte (dois anos), objeto dessa solicitação de auxílio, será dedicada ao desenvolvimento do catodo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)