Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ocorrência e prevalência de bactérias resistentes a antimicrobianos e genes de resistência em águas residuárias geradas em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e em águas superficiais urbanas

Processo: 23/12641-2
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2024 - 30 de abril de 2026
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Maria Tereza Pepe Razzolini
Beneficiário:Maria Tereza Pepe Razzolini
Instituição Sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Água  Anti-infecciosos  Bactérias  Esgotos sanitários  Genes  Resistência 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:águas | Antimicrobianos | bactérias | Esgotos | genes | Resistência | Microbiologia Ambiental

Resumo

A resistência antimicrobiana (RAM) é classificada pela Organização Mundial de Saúde como um problema de saúde pública global (WHO 2018), impulsionado pelo uso de antimicrobianos tanto na saúde humana como de animais, bem como na produção de alimentos, o que leva a infecções resistentes aumentando as taxas de morbidade, de mortalidade e dos custos de tratamento. Os objetivos da ´presente proposta é do propiciar avanços na vigilância ambiental e colaborar com dados de importância em Saúde Pública e Ambiental sobre a prevalência de RAM/antimicrobianos em comunidades urbanizadas, estimando a prevalência de resistência a antimicrobianos em amostras de águas residuais e água de córrego em área urbanizada; estimando a ocorrência de genes de resistência em amostras de águas residuais e água de córrego em área urbanizada e, prover o acesso a dados (espaciais e estatísticos) sobre a ocorrência RAM e genes de resistência em amostras ambientais. As amostras de esgoto e de águas de córregos impactados serão submetidas à quantificação de E. coli e Enterococcus. Para a determinação da ocorrência de E. coli produtora de ESBL, o volume de 1000mL concentrado em membrana filtrante (45µm, 47mm), cultivados em placas de Petri contendo o meio ágar MacConkey suplementado com cefotaxima (4µg/mL). Da mesma forma a ocorrência de Staphylococcus aureus resistente à meticilina serão cultivados em placas de Petri contendo o meio ágar manitol sal suplementado com cefoxitina (8µg/mL). Para ambos, as colônias selecionadas serão identificadas por espectrometria de massas MALDI-TOF, e o perfil de suscetibilidade antimicrobiana será avaliado por métodos de difusão em disco, de acordo com as diretrizes do CLSI (2019). A triagem de PCR para cassetes de genes de resistência à meticilina será realizada por PCR de acordo com Okuma et al. (2002) enquanto que a produção ESBL será avaliada por métodos de difusão em disco, de acordo com as diretrizes do CLSI (2019). A triagem de PCR para genes que codificam ESBL será realizada por PCR multiplex previamente descrito (Dallenne et al 2010). Para a determinação dos marcadores genéticos da RAM, volumes de 1000mL serão concentrados em membrana filtrante e, seguido da extração do DNA diretamente das membranas usando o kit DNeasy PowerWater (Qiagen, Hilden Germany) para a busca de de integrases classe 1 (IntI1) e genes que codificam resistência para ²-lactâmicos, Fluoroquinolonas, Polimixinas, Aminoglicosídeos e Fosfomicinas, utilizando métodos previamente descritos na literatura. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)