Busca avançada
Ano de início
Entree

Patrimônio Cultural, Participação Comunitária, Políticas Públicas: ensaio para estudos comparativos entre o Sul e o Norte Global

Processo: 23/14791-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2024 - 30 de setembro de 2026
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Eduardo Romero de Oliveira
Pesq. responsável no exterior: Stefan Berger
Instituição no exterior: Ruhr-Universität Bochum (RUB), Alemanha
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Lívia Morais Garcia Lima
Vinculado ao auxílio:22/15050-2 - Sistemas de produção do transporte: metodologias multidisciplinares em história do transporte e patrimônio industrial, AP.R
Assunto(s):Memória coletiva  Participação da comunidade  Patrimônio cultural  Patrimônio ferroviário  Patrimônio industrial 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Memória Coletiva | participação comunitária | patrimonio cultural | Patrimônio Ferroviário | políticas pública | Patrimônio Industrial

Resumo

Este projeto visa criar condições para uma colaboração técnico-científica entre a Universidade Estadual Paulista (UNESP) e a Ruhr-Universität Bochum (RUB) para: realizar atividades que incrementem as pesquisas já em curso pelos parceiros envolvidos (SPTrans - Fapesp/Auxílio Regular e MemoWb - MSCA/fellowship) por meio de transferência de conhecimento para tratamento de dados históricos e técnicas de ensino; elaboração de um projeto de pesquisa conjunto no âmbito do patrimônio cultural (em particular do patrimônio industrial) e das interações da comunidade local com vestígios industriais ou bens culturais protegidos, sob uma abordagem dos direitos humanos, que permitam comparações de casos do Sul Global e do Norte Global. A proposta irá privilegiar sítios patrimoniais industriais e/ou áreas desindustrializadas em cidades de médio porte no Brasil e Europa. As missões permitirão realizar visitas-técnicas para selecionar casos a serem estudados no futuro projeto colaborativo, assim como oferecer aprimoramento das condições teórico-metodológicas nos projetos e atividades vigentes. Para isso foram pré-selecionadas visitas aos sítios patrimoniais ferroviários de Campinas, Bauru, Jundiaí (em São Paulo, Brasil), Essen, Bochum e Dortmund (no Vale do Ruhr, na Alemanha). Trata-se de uma primeira aproximação sobre cidades de porte médio, pressurosamente representativa (da América do Sul e da Europa) de processos industriais em nível regional e/ou internacional. Nas quais, atualmente, diferentes grupos populacionais interagem com áreas industriais operacionais, não-operacionais ou desindustrializadas, produzem memórias sociais ou interagem (ativa ou simbolicamente) com processos de patrimonialização, interferem nas áreas não-operacionais ou desindustrializadas, foram afetadas pela desindustrialização, patrimonialização (inclusive na ascensão de narrativas patrimoniais) ou novos usos atribuídos aos espaços. Alguns ensaios de pesquisa e instrumentos de pesquisa serão também realizados durante as missões no Brasil e na Alemanha, previstas para primeiro e segundo semestre de 2025 e o segundo semestre de 2026. No caso do grupo brasileiro, são realizadas pesquisas com foco na memória social e percepção social do ambiente, por meio de técnicas de leitura da paisagem urbana, de história oral, photo-mapping e mapeamento psicogeográfico; com análise dos dados numa abordagem dos valores sociais e dos direitos humanos. No caso alemão, a pesquisa em curso opera com métodos de coleta e registro de memórias por meio de surveys, observação participante; com análise dos dados pautada pelo método de semiótica social e de abordagem com participação da comunidade. O intercâmbio de conhecimento durante o período permitirá uma primeira capacitação, teste de instrumentos de pesquisa e modelos de análise, assim como a infraestrutura de cada instituição para melhor sediar a proposta de cooperação internacional.Os resultados dessa pesquisa colaborativa devem permitir avanços sobre condições de reconhecimento, conservação e reuso de bens culturais industriais, identificação de memória social e mapeamento de valores sociais para áreas desindustrializadas, produzir dados sociocultural para apoio às políticas públicas (principalmente urbanas, educacionais, de saúde, culturais e turismo) incidentes nessas áreas, produzir conhecimento sobre estratégias de inclusão social e bem-estar das comunidades do entorno e/ou agentes sociais interessados. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)