Busca avançada
Ano de início
Entree

Eletrodiagnóstico retiniano de doenças congênitas e adquiridas: processamento de sinais experimentais e correlação genótipo-fenótipo em pacientes

Processo: 23/07925-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de fevereiro de 2024 - 31 de janeiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Dora Selma Fix Ventura
Beneficiário:Dora Selma Fix Ventura
Pesquisador visitante: Mirella Telles Salgueiro Barboni
Inst. do pesquisador visitante: Semmelweis University, Hungria
Instituição Sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:22/00191-0 - Mecanismos, genética e desempenho do sistema visual: pesquisa clínica em humanos e experimentação animal, AP.TEM
Assunto(s):Distrofia muscular de Duchenne  Experimentação animal 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Análise de dados eletrofisiológicos | Distrofia Muscular de Duchenne | Distúrbio do espectro da neuromielite óptica | doenças da retina | eletrorretinograma | Experimentação Animal | Psicofisiologia da Visão

Resumo

A presente solicitação é referente à proposta de pesquisador visitante tendo o Laboratório da Visão do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) como instituição sede para a visita da pesquisadora Dra. Mirella Barboni, cientista associada no Departamento de Oftalmologia da Universidade Semmelweis de Budapeste na Hungria. Os objetivos principais da visita são estreitar o laço de colaboração de pesquisa científica já existente entre os dois grupos e promover a participação da pesquisadora em diversas etapas de subprojetos que fazem parte do Projeto Temático (FAPESP 22/00191-0) ao qual a solicitação se vincula. Entre as atividades de pesquisa planejadas para o período da visita, estão incluídas a participação da pesquisadora visitante no desenvolvimento de um projeto de pesquisa em colaboração entre o Laboratório na USP e o Departamento da pesquisadora na Hungria. O projeto inclui a análise de amostras de DNA de pacientes com deficiências congênitas da visão de cores examinados em Budapeste. O objetivo do estudo é estabelecer uma associação entre o resultado genético e o funcionamento das vias visuais na presença de genes híbridos de opsinas dos cones (sujeitos tricromatas anômalos). Este estudo foi iniciado anteriormente em parceria com o Professor Jan Kremers da Alemanha. Em relação às atividades acadêmicas, a pesquisadora irá co-orientar três projetos de pós-graduação relacionados à avaliação eletrofisiológica e psicofísica de pacientes com distrofia muscular de Duchenne (DMD): mestrado (CAPES 88887.702948/2022-00), doutorado (FAPESEP 21/05442-8) e pós-doutorado concedido no Projeto Temático, com bolsa FAPESP a ser implementada em breve. Os projetos de avaliação de pacientes DMD são desenvolvidos em parceria com os Departamentos de Neurologia pediátrica e de Oftalmologia da Faculdade de Medicina da USP. Outros estudos contarão com a participação da pesquisadora, como um subprojeto do Temático que será co-desenvolvido no Departamento de Oftalmologia da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) cujo objetivo é estabelecer biomarcadores retinianos para o diagnóstico diferencial de dois tipos de doenças neuroftalmológicas que causam neurite óptica: esclerose múltipla (EM) e distúrbio do espectro da neuromielite óptica (NMOSD) que pode causar cegueira irreversível. O objetivo é investigar possíveis disfunções retinianas que apontariam o diagnóstico em estágios iniciais da doença quando o exame de laboratório (anti-AQP4) poderia mostrar-se inconclusivo e o tratamento precisa ser iniciado antes que alterações mais graves sejam observadas. Em relação à experimentação animal, haverá a participação da pesquisadora na coleta e análise de dados eletrofisiológicos obtidos em espécies estudadas no Laboratório como peixes, serpentes e roedores. A pesquisadora promoverá o treinamento dos pesquisadores de ambos os grupos, clínico e animal, para o uso de protocolos alternativos de avaliação visual e rotinas automatizadas de processamento e análise de sinais eletrofisiológicos. A disciplina de eletrofisiologia visual será ministrada na pós-graduação no Programa de Pós Graduação em Neurociências e Comportamento. A visita da pesquisadora Mirella Barboni promoverá avanços importantes na área de eletrofisiologia visual clínica e animal no Laboratório da Visão da USP. Além disso, poderá contribuir para a internacionalização do grupo e elevar o número de resumos submetidos para apresentação em congressos internacionais e a publicação de artigos com os resultados obtidos durante a visita. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)