Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioprospecção de peptídeos neuroprotetores a partir dos venenos de serpentes em modelos experimentais in vitro e in vivo para o estudo de doenças neurodegenerativas

Processo: 23/03608-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2023 - 30 de setembro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Carlos Alberto da Silva
Beneficiário:Carlos Alberto da Silva
Instituição Sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia  Doenças neurodegenerativas  Neuroproteção  Peptídeos  Serpentes  Toxinas  Venenos  Bioprospecção 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Doenças Neurodegenerativas | Neuroproteção | peptídeos | Serpentes | Toxinas | venenos | Toxinologia

Resumo

As doenças neurodegenerativas promovem a perda progressiva de diferentes regiões do cérebro a partir de muitos eventos moleculares e celulares, relacionados ao estresse oxidativo, disfunção mitocondrial, dobramento incorreto de proteínas, excitotoxicidade e inflamação. Terapias neuroprotetivas com peptídeos derivados de substâncias naturais complexas, capazes de melhorar a viabilidade celular ou funções mitocondriais e retardar ou inibir a cascata patogenética das disfunções nas células neuronais, são promissoras na neuroproteção e de particular interesse para as indústrias farmacêuticas. Poucos estudos têm reportado que a fração de baixa massa molecular e peptídeos específicos dos venenos de serpentes apresentam atividade neuroprotetora in vitro frente ao estresse oxidativo. É notório que mais estudos são necessários para revelar os detalhes dos mecanismos neuroprotetores destes agentes contra a neurotoxicidade induzida por espécies reativas de oxigênio (ROS) exercidas em algum modelo experimental in vivo, abordando aspectos bioquímicos, moleculares e comportamentais. Dessa forma, considerando as complexidades biológicas dos venenos das serpentes das famílias Elapidae e Viperidae (I) e por representar fonte rica de peptídeos biologicamente ativos (II) com particularidades estruturais e funcionais, pretende-se com esta proposta: realizar a bioprospecção de peptídeos neuroprotetores a partir dos venenos das serpentes das famílias Elapidae (Naja mandalayenses) e Viperidae (Bothrops jararaca, Daboia siamensis e Lachesis muta), recorrendo aos modelos experimentais in vitro (cultivo de células neuronais) e in vivo (zebrafish com fenótipo de Parkinson) para o estudo de doenças neurodegenerativas e terapêutica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)