Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência dos fatores meteorológicos e da suplementação luminosa aplicada ao cultivo de Lúpulo em Botucatu-SP: um estudo de biometeorologia vegetal

Processo: 23/01792-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2023 - 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Agrometeorologia
Pesquisador responsável:Valeria Cristina Rodrigues Sarnighausen
Beneficiário:Valeria Cristina Rodrigues Sarnighausen
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Alexandre Dal Pai ; Enzo Dal Pai ; Sergio Augusto Rodrigues ; Stanislau Bogusz Junior
Assunto(s):Biometeorologia  Balanço hídrico  Influência climática  Cultivo de plantas  Lúpulo  Humulus lupulus  Botucatu (SP) 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Agrometeorologia | Balanço Hídrico | Humulus lupulus L | Saldo de radiação | Biometeorologia Vegetal

Resumo

O cultivo do lúpulo no Brasil ainda é recente e está se tornando uma alternativa de produção e opção de diversificação para pequenos produtores, em diversas regiões do país, incluindo o estado de São Paulo. O seu cultivo no país é impulsionado pelo crescente movimento cervejeiro e trata-se de uma planta trepadeira e perene, muito utilizada como matéria-prima para a produção de cervejas, sendo as flores, ou cones, o insumo de maior custo na produção, essencial para fornecer aromas característicos às cervejas, além de amargor, estabilidade microbiológica e físico-química no produto final, além de outras aplicações como na indústria farmacêutica. O Brasil é um dos cinco maiores produtores de cerveja do mundo, no entanto, o país é dependente da importação de 100% do lúpulo utilizado, visto a incipiência deste cultivo em escala comercial. Para promover a expansão do cultivo de lúpulo no país, há necessidade do desenvolvimento de tecnologias e produção de conhecimento que viabilizem o sistema de produção e sua cadeia produtiva. Atualmente a cultura apresenta incertezas quanto às variedades e ao comportamento de adaptabilidade às diferentes regiões, produtividade e qualidade de cones. Há poucos estudos sobre a o cultivo em países do hemisfério sul, sendo as referências científicas e técnicas de países como a Alemanha e Estados Unidos. As informações sobre demanda climática e quanto às fases fenológicas e produtividade das variedades cultivadas ainda são de cunho exploratório no Brasil. Dessa forma, o objetivo deste projeto é analisar o potencial de adaptação às condições climáticas de Botucatu das cultivares Cascade e Comet, sendo estas as de maior apelo comercial atualmente no Brasil, além de identificar a influência dos fatores meteorológicos frente ao desenvolvimento agronômico, produtividade e fenologia das plantas, além da suplementação de horas de luz em relação ao disponível para planta no Hemisfério Norte, visto que a espécie analisada é oriunda altas latitudes. Dessa forma, a pesquisa visa compreender a relação existente entre solo-planta-atmosfera, no sentido de identificar aspectos importante da biometeorologia do lúpulo. O projeto será desenvolvido no Grupo LUPAM (CNPq) na Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP de Botucatu, para identificação de condições edafoclimática do lúpulo cultivado em Botucatu-SP em duas áreas com e sem suplementação luminosa. O projeto contará com apoio científico e técnico de pesquisador com conhecimento sobre o cultivo de Lúpulo em altas latitudes, oriundo do College of Agricultural Science, Oregon University. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)